Tamanho do texto

Sal deve ser colocado antes ou depois do ovo? Como fazer ovo poché? Tire essas e outras dúvidas e veja nossas dicas para preparar vários tipos de ovos

O ovo é um dos alimentos mais versáteis da culinária e muito utilizado no preparo de diversos pratos, tanto que não saber como fazer um ovo sempre foi associado a não saber cozinhar. Apesar de parecer simples, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre a melhor forma de preparo e, por isso, o iG Receitas apresenta dicas que vão ajudar a não errar.

Leia também: Fazer alimentos em uma air fryer é melhor do que fritar?

como fazer ovo?
shutterstock
Os ovos podem ser servidos fritos, cozidos, no formato mollet, poché, na omelete e inúmeras outras opções


Chefs ensinam como fazer ovo frito, cozido, poché e mollet. Além disso, eles enfatizam a importância de cada etapa, inclusive na hora de comprar o alimento. "A casca não pode estar rachada. [Os ovos] precisam ser bem escolhidos", diz Felipe Pinelli, chef do Courtyard by Marriott Barra da Tijuca.

As sugestões fazem parte de uma série do iG Receitas que vai ao ar às quintas-feiras com o objetivo de ajudar a não errar em preparo de comidas do dia a dia. Relembre o que já ensinamos:

Ovo frito

ovo frito
shutterstock
Para fazer o ovo frito, é importante saber o momento ideal de colocar o sal e como finalizar o preparo


O que vem primeiro: o ovo ou o sal?

Sabe aquela ideia de que o sal deve ser colocado na frigideira antes de colocar o ovo? Ela não é recomendada pelo chef executivo Willian Carvalho, do Pullman São Paulo Vila Olímpia e do Grand Mercure São Paulo Vila Olímpia. "O ideal é colocar o sal no momento que o ovo já está na frigideira, pois o sal em contato com a gema escurece rapidamente", explica ele.

Os chefs indicam uma frigideira antiaderente para preparar o ovo frito. Para quem não tem, o chef Pinelli sugere colocar um pouco de óleo ou manteiga clarificada. Outra dica importante é deixar o fogo baixo. "Quebre o ovo em uma xicara e despeje com cuidado na frigideira em fogo baixo. Eu gosto de colocar o sal neste momento", afirma Carvalho.

Dicas para deixar a gema mole

"Tampe a frigideira e deixe fritar em fogo baixo por uns 30 segundos. Isso vai fixar a gema, mas não vai cozinhar totalmente, deixando a gema mole. Retire a tampa e, com ajuda de uma espátula de silicone, solte com cuidado a clara e sirva imediatamente", completa ele.

Para Felipe Pinelli, é bom finalizar o preparo fora do fogo. "Termine de fritar somente com o vapor para que não queime as bordas da clara e fique com um cozimento mais homogêneo", explica.

Se a gema estourar, ainda tem como ficar mole?

Sim, tem como a gema ficar mole mesmo se ela estourar no momento de colocar na frigideira, mas isso vai exigir agilidade de sua parte. "A gema não vai ficar mole no ponto perfeito, mas se fizer o processo rápido, ainda terá uma gema quase perfeita", garante Carvalho.

Leia também: Divertidas e chamativas! Bebidas com glitter são nova tendência na coquetelaria

Ovo cozido

ovo cozido
shutterstock
O ovo cozido exige máxima atenção a algumas particularidades, como a quantidade ideal de água


Para começar, o ovo precisa estar completamente submerso na água. "O ideal é colocá-lo na panela e depois cobrir com água, deixando cerca de dois dedos acima, em temperatura ambiente", esclarece Pinelli.

O tempo de cozimento varia de acordo com a preferência da pessoa. Se o desejo é uma gema bem mole, sete a nove minutos são suficientes. Caso o objetivo seja uma gema mais cozida, 11 minutos são ideais.

Os chefs recomendam que o ovo cozido seja descascado ainda quente. "Para descascar com mais facilidade, é interessante colocar sal no cozimento, pois isso ajuda a clara a coagular mais rápido, visto que a casca é porosa", complementa Pinelli.

Outra sugestão é optar por ovos que estão há mais tempo na geladeira, pois a casca fica menos grudada e ele fica mais fácil de ser descascado.

Ovo poché

ovo poché
shutterstock
Dúvidas sobre como fazer ovo poché? O chef Raul Valença afirma que o primeiro passo é não ter medo de errar


Ovo poché é um clássico da culinária mundial, mas poucas pessoas se arriscam a fazê-lo por causa do medo de errar na receita. "O erro mais comum em fazer o poché é o medo de errar. Como quase todas as coisas na vida, é preciso tentar e tentar", destaca o chef Raul Valença, do hotel Novotel São Paulo Berrini.

O segredo para não errar, segundo ele, é uma água fervente – mas não borbulhando – e muito vinagre. Além disso, não é recomendado fazer "redemoinhos vigorosos". "Mexa devagar, quebre o ovo e deixe-o cozer. Com a ajuda de uma colher, ajeite e retire quando a clara estiver firme", explica Valença.

Ovo mollet

ovo mollet
shutterstock
Os segredos do ovo mollet estão no tempo de cozimento e no resfriamento. Confira as dicas do chef


O ovo mollet perfeito requer muita atenção ao tempo de cozimento e de resfriamento. "Cozinhe o ovo por cinco minutos e leve imediatamente para um banho-maria de gelo, para resfriar rápido e interromper o cozimento. Já bem frio, descasque o ovo com cuidado e passe na farinha. Em seguida, passe no ovo batido e na farinha de pão e frite por imersão em óleo quente", afirma Willian Carvalho.

Leia também: Erick Jacquin é nosso chef do mês: "O 'MasterChef' mudou muito o Brasil"

Para saber como fazer ovo  é fundamental entender os processos de cada receita antes da preparação e ter todos os utensílios necessários. "Invista primeiramente em uma boa frigideira! Ovos frescos e orgânicos, além do sabor, tendem a ter melhores resultados. Pesquise a receita, veja vídeos na internet e se arrisque", aconselha o chef Raul.

Outro fator importante e que pode ajudar a dar um sabor diferente e único ao alimento é a variedade de temperos. Valença apresenta alguns exemplos: "Em um sanduíche com linguiça fresca, tempere o ovo frito com chimichurri. Em ovo poché para um arroz vegetariano com alguns legumes, use curry".

    Leia tudo sobre: receitas