Acarajé
Reprodução/Instagram
Acarajé

Hoje (25) é dia do acarajé, uma iguaria das culinárias africana e  brasileira - aqui, especialmente na Bahia. Ao norte do continente de origem é conhecido como "akara" na Nigéria (consumido como café da manhã) e como "koose" no Gana. Feito, basicamente, com massa de  feijão fradinho, cebola e sal frito em azeite de dendê. Na Bahia, ele é servido com  pimenta, camarão seco, caruru e vatapá.

Além disso, o prato é sagrado na religião do candomblé, sendo dedicado à Orixá Iansã. Seu nome em iorubá é "àkàrà", que significa "bola de fogo". Na Bahia. Enquanto na Bahia, as baianas que preparam a comida e podem ser encontradas em barracas de venda em Salvador e outros pontos do estado, esperam a renovação de patrimônio cultural, o acarajé é patrimônio imaterial -saberes, modo de fazer, formas de expressão, entre outras características.

Aprenda agora um acarajé tradicional para celebrar a data. Ela rencde aproximadamente 20 porções e leva cerca de 1 hora e 20 minutos para ficar pronta (mais 4 horas do molho do feijão).

Ingredientes

  • 2 kg de feijão fradinho
  • 3 dentes de alho
  • 2 cebolas grandes
  • Azeite de dendê para fritar
  • Sal a gosto

Modo de preparo

Coloque o feijão fradinho de molho em água fria por 4 horas. Quando o feijão começar a inchar, lave-o com água fria até soltar toda a casca. Moa o feijão sem casca (em moinho especial ou processador) até formar uma massa branca espessa e acrescente o alho e a cebola previamente moído.

Leia Também

Aqueça uma frigideira ou tacho com quantidade suficiente de azeite de dendê para cobrir os bolinhos de acarajé enquanto são fritos.

Os bolinhos devem ser feitos com uma colher (quantidade de massa que é retirada com uma colher do recipiente). Frite em azeite bem quente virando-os uma única vez. Os bolinhos devem ficar com uma tonalidade avermelhada por fora e claro por dentro.

Sirva com pimenta, vatapá, caruru, camarão seco e salada de tomate verde, cebola e coentro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários