Tamanho do texto

Chef Karen Baccario ensina a fazer o bolo ideal independentemente da ocasião e fala da importância de preaquecer o forno para a textura correta

Apesar de parecer simples, fazer o bolo perfeito exige muita atenção em todas as etapas da receita. Erros no momento de desenformar ou acrescentar os ingredientes, por exemplo, podem custar caro e prejudicar o sabor e a textura do alimento.

Leia também: Macarrão de legumes: saiba quais molhos e guarnições mais combinam

bolo perfeito arrow-options
shutterstock
O bolo perfeito exige atenção, cuidado com os ingredientes e temperatura ideal do forno para assar por inteiro


Seja no café da manhã ou em ocasiões especiais, o bolo é uma iguaria amada pelos brasileiros. Para ajudar a fazer o bolo perfeito , o iG Receitas conversou com a chef Karen Baccario, que apresenta seis dicas para não errar no preparo.

As sugestões integram uma série que vai ao ar toda quinta-feira com orientações para fazer receitas simples do dia a dia. Nós já revelamos os segredos para fazer bife , estrogonofepudim e muitos outros.

Veja abaixo os conselhos da chef para o bolo ideal:

1. Cuidado com os erros nas medidas

A primeira dica da chef é que "confeitaria é precisão". Portanto, é fundamental seguir as receitas de bolos à risca. "Isso vai fazer com que a sua receita saia perfeita e ajudar a diminuir possíveis erros", garante. "Nos bolos e pães há uma quantidade de farinha para certa quantidade de fermento", complementa Karen.

Outro fator importante é ter atenção no momento correto de acrescentar o fermento ao restante dos ingredientes. "O fermento não deve ser batido junto com a massa, pois o atrito destrói as células de leveduras, resultando em perda do poder fermentativo", alerta ela.

"Deve ser introduzido ao final da receita e mexido com delicadeza. Excesso de fermento pode fazer com que a sua massa transborde ou murche durante o processo de assamento. Por isso, é muito importante usar uma quantidade razoável, sempre seguindo a receita", diz.

Além disso, Karen pede cautela ao decidir trocar ingredientes. "Antes de substituir qualquer ingrediente, procure saber a função de cada um e a medida que você deve usar. Cada um tem uma potencialidade e um efeito", relata a chef.

2. Lembre-se de preaquecer o forno

As pessoas costumam não dar a devida importância para a etapa de preaquecimento do forno, mas ela é essencial para obter o bolo perfeito. Segundo Karen, fornos necessitam ser aquecidos previamente para atingirem a temperatura ideal para assar os bolos.

"Quando um bolo entra no forno, ele precisa sofrer um choque térmico para que o fermento seja ativado, que produzirá o crescimento e formação de bolhas de ar, responsáveis pela consistência aerada. Caso o forno esteja frio quando o bolo entrar, ele não vai crescer devidamente e ficará duro", explica a chef.

Karen também aconselha a não abrir o forno nos primeiros minutos após colocar a assadeira para evitar que o alimento murche e acabe com a massa "solada". É importante ainda entender que cada forno tem uma intensidade de temperatura e isso pode afetar o preparo. "Você deve pesquisar sobre o seu forno entender a sua receita e ver qual temperatura se encaixa melhor na situação", pontua.

Leia também: Segunda sem carne: aprenda a fazer risoto vegano rápido

3. Meu bolo afundou. E agora?

De acordo com a chef, há inúmeras razões para o alimento murchar no meio, porém, as mais comuns são a falta de preaquecimento ou abrir o forno antes da hora. Além disso, o uso incorreto da forma também interfere. "Se a forma for muito pequena, ele ficará mais alto e, com isso, não assará por completo no centro. Ao retirar do forno, ele poderá murchar no centro por estar cru", conta ela.

Se ocorrer da iguaria afundar, Karen Baccario diz que a melhor opção para corrigir é usar a criatividade. "Se afundar apenas um pouco, você pode cortar o meio e fazer uma bolo vulcão, com um recheio bem cremoso. Mas caso tenha afundado muito você pode optar por fazer um bolo de pote", aconselha.

4. Como saber se o bolo está pronto?

A melhor e mais tradicional maneira de identificar se o bolo já pode sair do forno é colocar um palito no alimento e retirar logo depois. Se o palitinho sair limpo, o bolo pode ser retirado. Caso saia manchado de massa, é necessário deixar o doce assar por mais algum tempo.

5. Problemas para desenformar

Karen afirma que, para evitar transtornos no momento de desenformar , é preciso untar bem a forma. Depois de retirar do forno, o ideal é esperar cerca de 40 minutos para tirar o bolo da assadeira, tempo ideal para o alimento esfriar e não prejudicar a estética e a estrutura.

6. O bolo ficou muito seco. Tem como corrigir?

No momento de provar o bolo, você percebe que ele ficou seco demais e acha que tudo foi por água abaixo, mas, na verdade, esse problema tem solução.

"O que pode deixar a sua receita seca é muito tempo de forno, pouco líquido, ingredientes gelados, clara em neve dura ou muita farinha. O que você pode fazer para reverter isso é fazer leves furinhos e espalhar calda de açúcar para umedecer, frutas, bater manteiga ou leite", orienta a chef.

Leia também: Vale a pena fazer arroz na panela de pressão? Chef explica vantagens e riscos

Para finalizar, Karen Baccario diz que o segredo para fazer o bolo perfeito e fofo é ter zelo e cuidado com o passo a passo das receitas. Além disso, ela destaca ser importante "transmitir boas energias" para o alimento e separar os ingredientes e utensílios a serem usados antes de iniciar o preparo.

    Leia tudo sobre: receitas