Tamanho do texto

Flambar e dourar a carne, por exemplo, são passos essenciais. Confira mais dicas para preparar essa invenção russa com um total de zero defeitos

O estrogonofe surgiu na Rússia e se difundiu pelo mundo inteiro até se tornar um dos pratos mais amados da culinária. Seja de carne, frango, camarão ou outros sabores, ele tem o poder de conquistar qualquer pessoa, e fica ainda melhor quando tem a batata palha para acompanhar.

Leia também: Higienização dos alimentos: o que pode ou não ser lavado antes do preparo?

Estrogonofe arrow-options
shutterstock
Estrogonofe é um prato russo que faz sucesso no mundo inteiro e é, geralmente, acompanhado por batatas

Todas as quintas-feiras, o iG Receitas apresenta dicas para não errar a receita de pratos simples do dia a dia. Já ensinamos o como fazer bifepudim e purê de batata , por exemplo, e agora é momento de ajudar a preparar um estrogonofe digno de causar inveja nos russos.

Para cumprir essa missão, conversamos com Miriam Chagas, culinarista de Receitas Nestlé, que deu sugestões preciosas para não errar. Ela ressalta a importância de sempre se basear em uma receita confiável e seguir todos os passos, ter todos os ingredientes disponíveis e se atentar para o tempo indicado, visto que "acelerar processos pode prejudicar o resultado final".

Como preparar um estrogonofe?

Estrogonofe arrow-options
shutterstock
O passo a passo da iguaria está longe de ser difícil, mas é necessário ter atenção e seguir exatamente o que diz a receita


Fazer o estrogonofe não é complicado, mas exige atenção. Miriam detalha o passo a passo para ajudar. "Em uma frigideira grande, derreta três colheres (sopa) da manteiga e doure o frango/carne, aos poucos, em fogo alto. Retire o frango/carne e coloque a manteiga restante. Doure a cebola, junte o frango/carne tempere com o sal e a pimenta", indica ela.

Depois disso, é o momento de flambar a iguaria. Isso, segundo Miriam, confere um sabor ainda mais especial. "Despeje o conhaque, espere aquecer e incline levemente a frigideira para que o conhaque incendeie. Aguarde acabar a chama. Junte os champignons, tampe a frigideira e deixe por alguns minutos", explica a culinarista.

"Acrescente o purê de tomate, a mostarda e o ketchup, e misture bem. Abaixe o fogo, deixe por cerca de cinco minutos, com a frigideira tampada. Incorpore delicadamente o creme de leite e retire do fogo antes de ferver e sirva com arroz branco", complementa.

Leia também: Saiba como fazer e armazenar molho de tomate caseiro sem erros

Não há um tipo de carne ideal

shutterstock arrow-options
shutterstock
Independentemente da proteína escolhida, o segredo é prestar atenção às etapas e cortar a carne em tiras

O prato é versátil e pode aparecer em diversos sabores, embora os mais comuns sejam o de carne e o de frango. No momento de escolher o ingrediente principal da receita, a dica é usar o mesmo tipo de carne que já estiver acostumado – apenas cortá-la em tiras – e, no caso do frango, cortar as tiras dos filés do peito.

Além disso, é fundamental ter atenção à quantidade dos alimentos que compõem o preparo. "Para uma receita que tem base cerca de um quilo de carne, o indicado é o uso de duas colheres (sopa) de ketchup para uma lata de creme de leite. É lógico que isso é uma indicação e que os consumidores podem ajustar conforme preferência", esclarece Miriam Chagas.

Estrogonofe muito claro

Estrogonofe arrow-options
shutterstock
A culinarista enfatiza que o estrogonofe não estará errado caso fique muito claro. Isso vai de acordo com a preferência de cada um

O creme de leite está diretamente relacionado à cor que terá o estrogonofe. Caso a quantidade usada seja muita, o prato tende a ficar claro demais. "Geralmente fica claro quando a proporção da quantidade de creme de leite é maior que a proporção entre polpa de tomate e ketchup", afirma a culinarista. Isso, entretanto, não quer dizer que o passo a passo não saiu como o planejado. "A cor estar mais clara não significa que a receita está errada, pois pode ser a preferência de quem vai consumir", acrescenta ela.

Erros mais comuns no estrogonofe

Estrogonofe arrow-options
shutterstock
Um dos segredos para não errar é dourar a carne completamente. O suco dela pode prejudicar a cremosidade

Miriam destaca que uma pessoa que não é muito experiente na cozinha pode se equivocar no preparo da carne. "Um dos erros que pode acontecer é não esperar a carne (independente de qual for) estar bem selada (dourada). Quando a carne não doura é porque ainda tem muito suco, que naturalmente as carnes soltam no cozimento, e consequentemente com muito líquido a carne só cozinha e não doura", explica ela.

O excesso de suco da carne também pode afetar em uma das coisas mais características do estrogonofe: a cremosidade. "Quando tem esse acúmulo de líquido, mesmo usando o creme de leite, a preparação tende a ficar menos cremosa", diz a culinarista.

Ela pontua a importância de seguir o passo a passo exato das receitas para evitar qualquer erro. "Siga exatamente todas as indicações para garantir sucesso final. Depois, quando estiver mais seguro nesse preparo, pode começar a dar seu próprio toque especial", garante.

Leia também: O que é e como refogar os alimentos? Chef dá dicas e explica técnica

Contribuição brasileira

Estrogonofe arrow-options
shutterstock
No Brasil, um bom estrogonofe tem que ser servido acompanhado por arroz e batata palha

Após o surgimento na Rússia, a iguaria chegou à Europa e os franceses acrescentaram champignons à receita. No Brasil, a contribuição fica por conta do acompanhamento, a indispensável batata palha , que juntamente com o arroz branco formam os "coringas" do prato.

Miriam Chagas ainda ressalta que o amor dos brasileiros pelo estrogonofe é tão grande que ele passou a compor outras comidas por aqui, como o recheio de panquecas e de batatas assadas. Qual a sua versão preferida?

    Leia tudo sobre: receitas