O sabor do vinho pode ser elevado com estas combinações
Congerdesign/Pixabay
O sabor do vinho pode ser elevado com estas combinações


Ao tomar um bom vinho, harmonizar com um alimento certo é bem importante. A bebida  não pode sobrepor o sabor do prato e vice-versa. Por isso, é preciso entender como combinar refeições e vinhos para não estragar o jantar. 

Uma boa dica é escolher o vinho e a partir disso, procurar os alimentos mais adequados para acompanhá-lo. Por isso, o iG Receitas reuniu um guia para harmonizar vinhos e espumantes com pratos. 


Para espumantes em geral, opte por pratos refrescantes

Além de ocasiões especiais, o espumante pode ser servido com aperitivos ou até sobremesas. Em refeições, o ideal é procurar por alimentos leves. 

Brut:  Vai muito bem com saladas, entradas, grelhados leves e peixes. Perfeito como aperitivo, ele vai bem com frutos do mar. Além disso, o Brut harmoniza perfeitamente com sushi e pratos com peixe cru.

Demi Sec:  Com sobremesas, doces e frutas, o Demi Sec combina perfeitamente com o adocicado. Pode combinar também com grelhados leves e peixes. 

Prosseco:  Com canapés, aperitivos, saladas, peixes e comida japonesa, o prosseco combina muito bem!

Champagne:  Comum em festas, ele harmoniza muito bem com todos os tipos de queijo, canapés e foie gras.

Para vinhos brancos, carnes brancas, peixes e saladas

Perfeito em dias quentes, o vinho branco traz frescor ao paladar. Para acertar facilmente, aposte em comidas leves, como carnes brancas, peixes e saladas. 

Você viu?

Sauvignon Blanc:  Harmoniza muito bem com aperitivos, queijos suaves como queijo minas, comida asiática, carne de porco, aves, massas com molhos suaves, salmão e frutos do mar.

Riesling:  Este vinho harmoniza muito bem com aperitivos, sanduíches e comida asiática. Além disso, vai bem com churrasco, carne de porco, aves, mariscos, frutos do mar, frutas e sobremesas. 

Torrantés:  Perfeito antes de uma refeição, o vinho também é ótimo para acompanhar peixes e mariscos. Harmoniza também com pratos aromáticos e picantes, como indianos, chineses e tailandeses. 

Chardonnay:  Perfeito com queijos de búfala e cabra, o vinho combina também com carne de porco, ovelha, massas com molhos mais fortes, salmão, atum, mariscos e frutos do mar. 

Rosé é um coringa, mas vai melhor com sabores suaves

Também refrescante, os vinhos rosé são apreciados em dias de temperatura agradável. Eles combinam com aperitivos, queijos suaves, sanduíches, comida asiática, carne de porco, aves, massas com molhos suaves, saladas, salmão, atum, mariscos, frutos do mar, frutas e sobremesas.

Mais consumido, o vinho tinto é perfeito para pratos fortes

O vinho tinto é o mais famoso no mundo e é associado a dias frios. Além disso, eles são mais encorpados, sendo harmonizados com pratos suculentos e fortes. 

Carbenet Sauvignon:  A famosa uva combina bem com queijos fortes, como o gruyère. O vinho também harmoniza com carne vermelha e de cordeiro. 

Pinot Noir:  Este vinho harmoniza com queijos leves, carnes vermelhas mais magras, carne de porco, aves, carneiro, massas com molhos encorpados, atum, salmão e frutos do mar.

Merlot:  Com sabor marcante, ele vai muito bem com todos os tipos de queijo, churrasco e ovelha. Perfeito para um churrasco mais requintado com carnes vermelhas, como o bife ancho. O vinho também harmoniza com molhos fortes e aves. 

Malbec:  Este vinho é perfeito com picanha. A suculência da carne traz frescor ao vinho, que tem potência para "quebrar" as fibras da carne. 

Tempranillo:  Este vinho harmoniza melhor com carnes mais rústicas e aves. Lebre, paella e morcella assada são as mais indicadas para a bebida. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários