Já imaginou beber vinho na lata, assim como refrigerante ou cerveja? Isso é possível e já está fazendo sucesso em algumas praias do nordeste graças ao vinho australiano Barokes . Inicialmente, o produto começou a ser distribuído em Fernando de Noronha.

Leia também: A cara do verão! Aprenda 5 combinações e receitas com açaí

mulher bebendo vinho em lata
Divulgação
O vinho em lata serve uma taça e meia e não tem prazo de validade

Pela praticidade de não estar na garrafa e exigir taça, o vinho na lata tem conquistado mais adeptos. “O consumo de vinho tem crescido não só na ilha, como em todo estado, por isso resolvemos vender também no Recife, incialmente, e Região Metropolitana”, falou Ana Navamuel, empresária que apostou na novidade.

Como é o vinho em lata?

viinho em lata
Divulgação
O vinho em lata já é sucesso no nordeste

A princípio, a ideia de um vinho na lata pode gerar desconfiança, já que se sabe que a garrafa de vidro é responsável por conservar as principais características da bebida

Leia também: Fraldinha x maminha: o que é melhor para um churrasco saboroso e econômico?

Porém, a marca garante que a cor, sabor e aroma são preservados, pois o vinho é hermeticamente lacrado, o que impede o líquido de tocar o alumínio. Outra vantagem é que o vinho não tem prazo de validade. Basta armazenar em um lugar seco e fresco. 

A lata tem 250 ml e serve uma taça e meia, mas é possível beber direto da lata, já que ele foi preparado para isso. Existem seis sabores disponíveis no mercado: cabernet, shiraz, merlot, chardonnay, semillon e moscatel. Todos têm 13% de teor alcoólico, exceto a versão moscato que tem 6,5% e é adocicado. 

Leia também: 7 receitas de doces rápidos e gelados para se refrescar no verão

Reconhecimento

O vinho australiano foi premiado como o melhor vinho em lata na competição New York International Wine, em 2014, além de já ter conquistado outros 400 títulos em competições internacionais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários