Molho bechamel
Reprodução
Molho bechamel

Na lasanha, sopas, cremes, gratinados e saladas, o molho bechamel faz muito sucesso. Ele nasceu na França durante o século XIX e ganhou espaço nas receitas culinárias para dar um toque ainda mais saboroso nos pratos. A receita não é um bicho de sete cabeças, mas algumas dicas especiais deixam ela perfeita. 

O molho bechamel é tradicionalmente feito com a farinha de trigo, como explicam os chefs. “Vai deixar o molho mais cremoso, o famoso roux. É uma técnica utilizada pelos franceses que deixa o molho mais consistente. Caso tenha intolerância ao glúten, pode usar o amido de milho, que deixará o molho mais leve”, diz Douglas Volpy. 


O chef Melchior Neto conta que o preparo do roux é simples e basta misturar a mesma proporção dos ingredientes. "Por exemplo, 50g de manteiga com 50g de farinha de trigo. Depois de misturados é só levar ao fogo para essa mistura cozinhar e só então seguir o restante da receita", diz. 

Temperos tradicionais do molho bechamel

Um dos temperos mais populares no bechamel é a noz-moscada, que dá o gosto bem característico do molho. A pimenta-do-reino branca e o sal também não podem ficar de fora da receita. 

O ponto certo do molho bechamel

Para evitar que o molho passe do ponto, é preciso fazer o processo  em fogo médio para baixo, como diz Melchior. "É importante só começar a adicionar o leite morno depois que o roux estiver dourado e cozido. Se passar do ponto, basta adicionar um pouco mais de leite para voltar a textura correta", conta.

Se empelotar os molhos é um problema constante, segue a dica:  “Coloque sempre uma parte do leite com a base de manteiga e farinha, e quando engrossar, a outra parte. Se empelotar mesmo assim, levamos o molho ao liquidificador, batemos e depois voltamos a panela em fogo baixo”, diz Volpy.

O ponto perfeito do molho bechamel é quando ele está liso e aveludado. "Para ter certeza disso, é só fazer o teste da colher. Se passou um dedo na parte de trás do talher e criou um caminho sem escorrer, significa que o molho está pronto", completa Melchior.

Anotou as dicas? Confira a receita de nhoque com molho bechamel de Douglas Volpy. 

Você viu?


Nhoque de Batata Doce Gratinado


Nhoque 

  • 1kg de batata-doce
  • 250g de farinha de linhaça 
  • 2 ovos
  • Sal a gosto 

Molho bechamel 

  • 3 colheres (sopa) de Manteiga
  • 3 colheres (sopa) de farinha de trigo
  • 1 litro de leite
  • Sal a gosto
  • Noz-moscada 
  • Pimenta-do-reino branca
  • 200g de queijo mussarela 


Modo de Preparo


Descasque as batatas e cozinhe no vapor até ficarem bem macias, deixe esfriar. Coloque elas já frias em uma vasilha e acrescente o ovo, a farinha e o sal. Mexa bem até dar o ponto. Faça tiras na bancada com a massa e corte os nhoques. Leve para cozinhar em água fervente, quando levantar do fundo da panela, retire e reserve.

Para o molho, coloque a manteiga na panela e assim que derreter acrescente a farinha, mexa bem em fogo baixo. Assim que ficar na cor dourada, coloque a metade do leite e continue mexendo até engrossar. Coloque a segunda parte do leite e depois tempere com a noz-moscada, pimenta e o sal. Arrume o nhoque em um refratário e despeje o molho por cima. Coloque o queijo mussarela ralado por cima e leve ao forno para gratinar.

Série "Não Erre"

As dicas e receitas para o preparo do molho bechamel o fazem parte de uma série publicada todas as quintas-feiras no iG Receitas, a "Não Erre". A ideia é dar dicas para acertar no preparo de pratos simples do nosso dia a dia, doces ou salgados. Veja o que já foi assunto da nossa série no infográfico abaixo:


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários