Risoto de abóbora
Kuke
Risoto de abóbora

O risoto é um prato típico da culinária italiana e, assim como as massas, ganhou o coração de fãs em todo o mundo. A fama de chique e sofisticado que a receita carrega não é a toa: em muitas receitas, o prato é feito com vinho e muito consumido em datas especiais, deixando também um clima romântico em jantares no inverno.


O risoto foi trazido para o Brasil com os imigrantes italianos e não é qualquer arroz que é próprio para a receita. Os tipos de grão mais indicados para deixar a receita perfeita são o arbóreo, carnaroli e o vialane nano. Confira as receitas  a seguir e aproveite. 

Risoto de abóbora com chèvre 


A receita da Kuke é prática, deliciosa e vai deixar a sua refeição com gostinho de quero mais. 


Ingredientes


  • 200g de arroz arbóreo 
  • 1 cebola 
  • 40g de manteiga 
  • 80mL de vinho branco 
  • 2g de caldo de legumes 
  • 50g de queijo parmesão 
  • 150g de abóbora japonesa orgânica 
  • 80g de queijo de cabra chèvre 
  • 1 limão siciliano 
  • 10g de sal rosa 
  • 1g de pimenta do reino 
  • 5g de hortelã orgânica


Modo de preparo


Em uma frigideira alta ou panela em fogo médio, adicione 20g de manteiga e a cebola picada. Refogue até as cebolas ficarem transparentes. Adicione o arroz e toste por 1 minuto. Inclua o vinho e mexa até ele ser absorvido. Adicione as abóboras picadas e pouco a pouco ir adicionando o caldo de legumes, mexendo para incorporar, até o arroz ficar al dente. Esse processo dura aproximadamente de 20 a 25 minutos.

Quando o arroz estiver al dente, retire do fogo, adicione o restante da manteiga, o queijo parmesão, metade do queijo de cabra, as raspas e o suco do limão siciliano e o hortelã picado e mexer para incorporar. Se necessário, adicione uma última concha de caldo. Sirva com pedaços de queijo de cabra por cima. 


Risoto de filé mignon com shitake 


A receita da Panela Terapia leva até uma hora de preparo e rende 2 porções. 


Ingredientes


Você viu?

  • 1 dente de alho
  • 2 colheres (sopa) de manteiga
  • 100g de shitake
  • 1 colher (sopa) de shoyu 
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto 
  • 1,5 litros de caldo de legumes ou de carne
  • 1/2 cebola picada
  • 150g de filé mignon em cubinhos temperado com antecedência de pelo menos 1 hora
  • 1 xícara de arroz próprio para risoto (arbóreo ou carnaroli)
  • 2 colheres (sopa) de cheiro-verde


Modo de preparo 


Mantenha o caldo fervendo ao lado da panela que vai fazer o risoto. Refogue a cebola na manteiga sem deixar dourar, apenas para murchar, junte a carne e mexa até dourar. Junte o arroz e misture bem. Adicione uma concha do caldo e mexa sem parar (em fogo baixo) até quase secar. Repita esta operação, concha por concha, até o arroz ficar bem macio.  A quantidade de caldo usado pode variar dependendo da panela usada e do fogão. 

Para o shitake, refogue o dente de alho na manteiga e em fogo baixo para o alho não dourar. Junte o cogumelo, o shoyu, sal e pimenta-do-reino a gosto e cozinhe. Quando o cogumelo murchar, desligue o fogo e reserve. O shitake deve entrar no final da receita, porque se cozinhar demais pode ficar borrachudo.

Depois de tudo pronto, misture o shitake no arroz e adicione cheiro verde. Corrija o sal e polvilhe pimenta-do-reino, parmesão ralado e folinhas de tomilho. 


Risoto de camarão, gengibre e laranja 


A receita do Cozinha Travessa rende três porções e leva uma hora de preparo. 


Ingredientes


  • Arroz arbóreo (arroz para risoto) 
  • 1/2 cebola 
  • 2 colheres de sopa bem cheias de manteiga sem sal + 1 colher para finalizar 
  • 1/2 taça de vinho branco seco de boa qualidade 
  • 2 litros de caldo de peixe ou de legumes 
  • 1 pacote de camarão miúdo limpo 
  • 2 colheres de sopa de gengibre fresco em fatias finas 
  • 1 xícara de chá de suco de laranja espremido na hora 
  • 2 colheres de chá bem cheias de casca de laranja ralada na hora 
  • 1 talo de alho-poró picado em rodelas finas 
  • Azeite de oliva extra virgem 
  • 1 maço de cheiro verde


Modo de preparo


Em uma panela grande aqueça a manteiga, adicionando a cebola e refogue tudo. A partir daí a receita pede a sua atenção total e você não deve se afastar da panela. Aumente o fogo e adicione o arroz (sem lavar), mexa bem e deixe fritar. Mexa ele constantemente de forma a não queimá-lo, ele não deve ficar dourado, apenas incorporar na manteiga.

Depois de 2 ou 3 minutos diminua o fogo para médio e adicione o vinho branco e continue mexendo. Quando “chiar”, misture todos os ingredientes da panela, nesta etapa todo o álcool da bebida vai evaporar. Em uma frigideira adicione o azeite, o gengibre e o alho poro. Deixe refogar e acrescente o camarão. Lembre-se que o risoto tá lá na outra panela, então fique de olho nas duas. Deixe o camarão fritar. Adicione as raspas de laranja e acerte o sal. Desligue o fogo e reserve.

Assim que o vinho for absorvido pelo arroz e secar, comece a acrescentar as primeiras conchas do caldo quente. Acrescente sempre, duas conchas por vez. Você agora não deve parar de mexer. Não se esqueça de esfregar o fundo da panela, deixando o fundo bem limpo para que o arroz não grude.

Vá acrescentando mais conchas de caldo à medida que a água for secando. Vá experimentando o arroz e observando a textura e continue mexendo e acrescendo caldo. Acescente o camarão que já estava pronto na outra panela. Acrescente agora o suco de laranja e continue mexendo.

O ponto do arroz, deve ser al dente e a esta altura o arroz já triplicou de tamanho e rendeu, enchendo a sua panela. O risoto não pode secar, não é soltinho como o arroz comum, ele é empapado mesmo. Experimente para ver se haverá necessidade de colocar mais sal.

Adicione a colher de manteiga, que deverá deve estar bem gelada, no centro da panela. Misture delicadamente, sem encostar a colher na manteiga, ou seja, misture na lateral da panela, de forma que manteiga fique no meio e vá se desfazendo aos pontos. Jogue um punhado de cheiro-verde e reserve o restante para decorar. Mexa delicadamente, sirva, salpique mais cheiro-verde e sirva.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários