Fuja do tradicional com esta seleção
Congerdesign/Pixabay
Fuja do tradicional com esta seleção


A maioria conhece apenas três tipos de vinho : o branco, o rosé e o tinto, com seus sabores distintos e diferentes tipos de  harmonizações . Mas o universo do vinho é muito mais diverso do que se imagina. Além de vinhos feitos a partir de outras matérias-primas, é possível encontrar no mercado uma ampla gama de sabores e variedades da bebida. 


Com cores, nomes e até ingredientes diferentes, o iG Receitas reuniu os vinhos mais diferentes para você experimentar. Para você que quer sabores diferentes de vinho, aposte nesta matéria para encontrar o ideal!

Vinho de maconha

O vinho de maconha não tem álcool
Reprodução
O vinho de maconha não tem álcool


Se já aconteceu de você passar do ponto tomando vinho, sabe como pode ficar mal no dia seguinte. Mas a vinícola Rebel Coast, nos Estados Unidos, resolveu este problema. Eles produziram um vinho feito Sauvignon Blanc sem álcool, mas com THC, um dos psicoativos da maconha.  

Com 16mg de THC, você fica com a sensação de estar tomando uma bebida com álcool, mas sem os efeitos do álcool no sangue. Segundo os fabricantes, o sabor do vinho reúne tons herbáceos, de maconha, capim limão, lavanda e tons cítricos. Uma garrafa custa cerca de 60 dólares (R$ 336,65). A venda começou em 2018, junto da liberação do uso recreativo da maconha no estado da Califórnia.

Vinho de "merda":

O vinho foi criado como protesto
Reprodução/Le Vin de Merde
O vinho foi criado como protesto


Você viu?

Feito como um protesto contra a imprensa francesa, o 'Le vin de merde' ganhou o público com o marketing revoltado. Jean-Marc Speziale criou o vinho para protestar, já que os vinhos da região de Languedoc-Roussillon eram considerados ruins, mesmo sendo bons na opinião dele. 

Com direito a mosca e "o pior...esconde o melhor" no rótulo, Jean-Marc fez sucesso pelo protesto. Ele vende diversos tipos de vinhos "de merda": rosé, tinto, branco e variações com uvas diferentes. 

Vinho azul

O vinho ficou famoso pela cor
Reprodução/Gik
O vinho ficou famoso pela cor


Criado em 2015 por seis estudantes espanhóis, o Gik fez sucesso pela coloração diferente dos vinhos tradicionais: ele é azul índigo. Com uvas brancas, vermelhas e a adição de antocianinas e pigmentos índigos, o Gik é divertido pela cor forte. 

Segundo o site, a cor do vinho representa "movimento, inovação, mudança, fluidez e infinito" A bebida tem frutas provenientes das regiões de La Rioja, Zaragoza, León e Castilla-la Mancha, não tem adição de açúcares e o teor alcoólico gira em torno de 11,5%. Cada garrafa custa R$ 37, tem 750 ml e deve ser consumida gelada. 

Vinho de "xixi de gato"

vinho
Reprodução
Como uma brincadeira, o vinho é um dos melhores da Nova Zelândia


Este Sauvignon Blanc da Nova Zelândia virou meme por causa do nome inusitado: Gato faz xixi em um arbusto de groselha. O vinho é um dos mais populares do país, por causa da uva que é a mais saborosa da região. O vinho tem aroma de ervas frescas, uva, maçã, lima com notas de groselha.

Chão das 'rolas'

O vinho ganhou outra conotação pelos brasileiros
Reprodução/Chão das rolas
O vinho ganhou outra conotação pelos brasileiros


Em homenagem aos pequenos passarinhos que vivem em Portugal, este vinho ganhou outra conotação ao ter o rótulo lido por brasileiros. O chão das rolas é um vinho tinto com frutas muito maduras e ligeira sensação de compota. Ao sabor e cheio, suave, com ligeira acidez. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários