Baião de dois
Reprodução
Baião de dois

Se você é fã de comida nordestina, com certeza já ouviu falar - ou provou - do baião-de-dois . O Rubacão lembra o prato de Luiz Gonzaga e Renato Teixeira e muitas vezes é até confundido por quem não tem o costume de consumi-lo. Mas não se engane: seu preparo e ingredientes trazem o semblante da Paraíba.

O chef André Palma explica que a principal diferença entre os dois pratos são as carnes utilizadas. “A diferença dos dois é que o Rubacão pode ser trabalhado com carne suína e aves. No aião-de-dois, a tradição é de ser feito com carne de sol ou carne de charque.” Outro detalhe que diferencia o rubacão é que ele leva nata, creme de leite ou requeijão cremoso.

O chef Melchior Neto explica que o feijão-de-corda é a melhor opção para este prato e deve estar al dente para a preparação. Ele diz que tanto a carne de charque quanto a carne de sol podem ser utilizadas, mas, caso opte por uma delas é importante se atentar ao sal.

Confira a seguir o passo a passo de como preparar essa iguaria em casa. 


Rubacão
Por chef Melchior Neto

INGREDIENTES
½ kg de feijão-de-corda cozido (al dente)
1 xícara (chá) de arroz branco
1 linguiça calabresa fatiada
250g de carne seca picada
1 tomate
1 cebola pequena picada
½ pimentão
Coentro picado a gosto
300ml de creme de leite fresco
250ml de leite integral
150g de queijo de coalho
2 colheres (sopa) de manteiga

MODO DE PREPARO
Em uma panela coloque a manteiga, a carne seca e a linguiça. Frite até dourar. Acrescente a cebola e o pimentão e refogue. Em seguida adicione o arroz e deixe fritar por 2 minutos. Como o arroz frito coloque o feijão e cubra com o leite e deixe até o arroz cozinhar. Depois que tudo estiver cozido acrescente o queijo coalho e finalize com o creme de leite.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários