Como é o bauru que você na lanchonete aí perto da sua casa? Pão, presunto e queijo e salada? Vai ovo? Lamentamos informar mas, qualquer uma dessas variações bem comuns pelo Brasil não são um bauru de verdade. 

bauru
Ponto Chic
O bauru original passou por diversas mudanças pelo país



Para o chef e docente gastronômico do Senac São Paulo, Nicolas Rodrigues, muitos sanduíches são nomeados erroneamente como bauru. "Sanduíches com presunto, salada e queijo, conhecidos como americano ou misto com salada, são chamados de bauru, mas estão bem longes do original", afirma Nicolas.

Considerado patrimônio imaterial do estado de São Paulo em 2018, o bauru é um sanduíche emblemático e foi criado na lanchonete Ponto Chic pelo estudante Casimiro Pinto Neto, que era da cidade de Bauru. O sanduíche original é feito com pão francês sem miolo, rosbife, picles, tomate e uma mistura de queijos: prato, estepe e suíço.

O bauru pelo Brasil

É muito comum ver o sanduíche de presunto, queijo e salada ser chamado de bauru até em cidades do estados de São Paulo, como Santos ou Guarujá. Segundo Rodrigues, há uma explicação para essa distorção.

"Por ser mais barato e ter uma durabilidade maior, o presunto é mais disponível e traz uma acessibilidade ao prato. Mas o original é com rosbife de lagarto. Trocar o ingrediente principal tira todo o aspecto do bauru", aponta professor.

Mas a criatividade vai longe ao montar versões regionais do bauru. No Rio de Janeiro, por exemplo, o lanche tem versões assadas  e leva queijo, presunto, ovo, bife ou hambúrguer, alface, tomate e maionese. Já em algumas cidades mineiras, bauru é feito na chapa com pão de forma, presunto, queijo e tomate.


E em São Paulo, há também a versão assada nomeada de Bauru. Para o docente, este é um erro bem clássico. "Não é bauru, pois não é um sanduíche. Basicamente é um misto assado com tomate. Isto acaba com a imagem que temos do bauru", afirma Nicolas.

Na Bahia e em estados do Nordeste, o sanduíche ainda é confundido com outro lanche: o beirute. Por ser com outro pão e outros recheios, é longe de ser o bauru original. E pensando na ideia de que muitos não conhecem o bauru clássico criado no Ponto Chic, o chef trouxe a receita original para o iG Receitas.

Bauru de verdade!

bauru
Divulgação
Faça o bauru original com esta receita do Ponto Chic!


Desde os ingredientes até a montagem, há uma forma especial de fazer o prato. Veja o passo a passo. E esta receita rende 2 porções.

Ingredientes:

  • 50g de manteiga
  • 80 g de queijo prato ralado
  • 80 g de queijo estepe ralado
  • 80 g de queijo gruyère ralado
  • 1 tomate
  • 2 picles de pepino
  • 2 pães franceses
  • 280 g de rosbife fatiado

Modo de preparo:

Corte os tomates em rodelas finas. 3 a 4 fatias de aproximadamente 3mm por lanche. Fatie o picles bem fino transversal. 3 a 4 fatias de 2mm por lanche.

Derreta os queijos junto com a manteiga e umas 3 colheres de água em uma frigideira em fogo baixo até ficarem homogêneos. Corte o pão francês e retire o miolo da parte de cima do pão.

Adicione as fatias do rosbife na parte de baixo do pão, em cima do rosbife coloque os tomates, depois o picles. Na parte de cima do pão, coloque o queijo ainda quente no lugar do miolo que foi retirado. Lembre que o miolo é o único item quente do lanche.

Corte pela metade e sirva acompanhado de mostarda e ou maionese com ervas. Outro acompanhamento bem interessante é o molho campaña (popular vinagrete servido no churrasco)

    Veja Também

      Mostrar mais