Tamanho do texto

Nossa série "Não erre" segue em clima natalino e traz nesta semana dicas para não fazer feio nesse doce que é um clássico em muitas ceias de Natal

O Natal está batendo a nossa porta e já dá para sentir os gostinho da rabanada quentinha, que acabou de sair do forno. O doce é um clássico nas ceias e bem simples de ser feito, mas se não tomar alguns cuidados, ele pode acabar encharcado e oleoso. 

rabanada arrow-options
shutterstock
Rabanada é um clássico no Natal, e com essas dicas você vai acertar em cheio no preparo e ainda variar a receita tradicional

Por isso a série "Não erre", que já mostrou como acertar no preparo do peru de Natal , essa semana se volta para a rabanada . Com essas dicas você vai arrasar na versão tradicional e ainda aprender a inovar no prato sem ter muito trabalho. 

Rabanada sem erros

A receita mais tradicional é a seguinte: 

Ingredientes:

  • fatias de pão amanhecido ou pão para rabanada 
  • 2 xícaras de leite
  • 3 colheres (sopa)  de açúcar
  • 4 ovos batidos
  • óleo quente para fritar

Modo de preparo: passe as fatias de pão no leite misturado com o açúcar e depois no ovo. Em seguida, coloque-as no óleo quente e frite-as (aos poucos) até ficarem douradas dos dois lados. 

Para conseguir um resultado sequinho e crocante, a primeira é prestar atenção à escolha do pão. A receita sugere pão amanhecido não à toa. "É importante que o pão seja amanhecido, pois ele não absorve muito líquido e, depois de fritar, a rabanada fica menos gordurosa", explica Miriam Chagas, culinarista da Nestlé. 

Você pode usar qualquer pão, desde que respeite essa regra, ou pode já comprar filós de pão para rabanadas, facilmente encontrados nessa época do ano em padarias e mercados. 

Já a mistura usada para molhar o pão fica a escolha do freguês. O clássico leite com açúcar pode dar lugar ao leite condensado (veja receita abaixo) e outras opções. "Você pode adicionar raspas de casca de laranja para trazer um toque cítrico, canela e/ou cravo em pó, chocolate em pó, café solúvel e o que mais sua imaginação permitir!", comenta Miriam. 

A culinarista ainda tem mais uma dica: depois de fritar as rabanadas, é preciso esperar que o excesso de óleo escorra bem para só depois finalizar o doce polvilhando açúcar e canela . Isso também garantirá um prato mais sequinho. 

Leia também: Aprenda 5 receitas para preparar uma ceia de Natal sem glúten e sem lactose

Fritar, grelhar ou assar a rabanada?

rabanada arrow-options
shutterstock
Rabanada pode ser tanto frita quanto assada ou grelhada. Veja como fazer cada uma dessas versões

O mais comum é fritar por imersão em óleo bem quente, mas uma ideia de Miriam é grelhar as rabanadas. Para isso, você vai precisar de uma frigeira anti-aderente com um pouco de manteiga. Depois de passar a rabanada no líquido e no ovo, leva-a para a frigideira, que já aquecida e com a manteiga derretida. Deixe dourar de um lado e vire, para dourar do outro. 

Já a versão assada é considerada a mais saudável, já que quase não leva gordura. Nesse caso, a culinarista indica, também de passar o pão no líquido e no ovo, deixar escorrer levar ao forno em uma assadeira média forrada com papel-manteiga e untada com manteiga. Quando as bordas das rabanadas ficarem secas, elas estão prontas. 

Esse preparo, segundo a especialista, ainda tem uma vantagem: "Quando as rabanadas são assadas no forno, elas ficam sequinhas por fora e bem macias por dentro". 

Dá para fazer rabanada sem ovo?

Todas as dicas citadas envolvem o ovo no preparo, mas e os veganos ou quem tem alergia a esse alimento? Não, eles não vão ficar sem rabanada no Natal. O líquido para umedecer o pão pode ser um leite vegetal, e o ovo pode ficar de fora. 

"O ovo tem o papel de deixar a rabanada com aquela crosta dourada na superfície, mas que você consegue também com as rabanadas grelhadas na panela com manteiga ou com a panela levemente untada com óleo", explica Miriam. 

Receitas para variar na rabanada

1. Rabanada especial com leite condensado

rabanada com leite condensado arrow-options
Divulgação/Nestlé

Uma maneira bem simples de variar a receita de rabanada é trocar o leite que é usado é umedecer o pão por outro líquido. Nesse caso, a sugestão é usar leite condensado. 

2. Rabanada com calda de limão

Rabanadas com calda de limão arrow-options
Arquivo

A rabanada também pode ser feita do jeito tradicional, embebida em leite com açúcar, e ganhar um calda diferente. A ideia aqui é apostar em uma calda de limão para trazer um sabor especial ao doce natalino

3. Rabanada com creme inglês, pêra e sorvete

Rabanada com pêra e sorvete arrow-options
Arquivo

Essa é uma receita com ares mais requintados. Para umedecer o pão deve ser usado um creme inglês. Ele também entra na finalização do prato, que ainda leva meia pêra e uma bola de sorvete. Saiba como fazer cada etapa desta receita: 

4. Minirrabanada de torrada

rabanada arrow-options
João Carlos Mazella/Fotoarena

Já quem busca uma receita mais simples e mais rápida pode trocar o pão amanhecido por torradinhas. O toque especial fica por conta do vinho do Porto que vai no líquido que umedece as torradas. A receita fica pronta em apenas 15 minutos. 

5. Rabanada assada de pão integral

Rabanada assada arrow-options
Divulgação/Nestlé

E se a ideia é não perder a linha, uma boa sugestão é trocar a frigideira pelo forno. Como explicado acima, a rabanada é tradicionalmente frita por imersão, mas também pode ser grelhada ou levada ao forno. Nessa receita, o pão usado é o integral e o açúcar, o mascavo, o que traz mais fibras e nutrientes ao doce. 

Série “Não erre”

As dicas de como fazer rabanada, como já foi citado, são parte da série "Não erre", publicada toda quinta-feira no iG Receitas  . São reportagens especiais com dicas para simplificar o preparo de pratos. Navegue pelo infográfico abaixo e veja tudo o que já ensinamos por aqui: