A Organização Mundial da Saúde (OMS)  declarou o novo coronavírus como pandemia mundial e a situação vem se agravando no Brasil. Diante disso, a recomendação é adotar a quarentena e só sair de casa quando for realmente necessário. Nesse momento de isolamento social, é interessante otimizar as compras e elaborar um cardápio mais nutritivo.

alimentos na feira arrow-options
shutterstock
Saber quais legumes comprar na feira é fundamental para garantir uma alimentação saudável durante a quarentena

Como o intuito é evitar sair de casa, as compras no mercado devem ser pensadas para durar mais, inclusive legumes e verduras . Afinal, a alimentação saudável deve ser priorizada para aumentar a imunidade. Mas, vale lembrar que a ideia não é estocar alimentos, mas, sim, evitar compras com tanta frequência.

Para te ajudar nessa missão, conversamos com Renata Guirau, nutricionista do Oba Hortifruti, sobre quais são os melhores legumes para se comprar em uma feira pré-quarentena.

O que comprar?

Como os legumes costumam durar mais do que as verduras (folhas), é interessante priorizá-los na sua lista de compras. Segundo Renata, os campeões em durabilidade são os tubérculos, como batata, mandioca, mandioquinha e batata doce.

“Legumes como vagem, cenoura, abóbora, rabanete, pepino são boas opções para serem preparadas vários dias após a compra. O repolho, mesmo sendo uma verdura, tem uma folhagem também bastante resistente”, sugere.

No entanto, brócolis, couve-flor, abobrinha e berinjela são alguns exemplos de legumes que não duram mais que uma semana, mesmo se armazenados em geladeira. Por isso, evite comprar em quantidade.

Leia também: Como congelar legumes sem perder os nutrientes? Veja dicas

Como armazenar

“O ideal é guardarmos esses vegetais na geladeira e se possível sem cortar ou descascar, caso o objetivo não seja consumir nos dias seguintes à manipulação”, ensina a nutricionista. Ela explica que sempre que cortamos ou descascamos os alimentos nós os deixamos mais expostos a processos de oxidação e, consequentemente, estragam mais rápido. 

Renata ainda sugere congelar os alimentos que estragam mais rápidos. “Para isso, o ideal é fazer o processo de branqueamento, que consiste em ferver os vegetais por alguns minutos e em seguida fazer um choque térmico com água gelada e congelar logo após esse processo. Com esse método, podemos manter os vegetais congelados por até 30 dias”, fala.

Receitas para a quarentena

Para garantir um cardápio variado, a dica é combinar diferentes alimentos e usar a criatividade na hora de temperar. Confira algumas sugestões de receitas com base nas orientações da nutricionista:

    Leia tudo sobre: receitas

    Veja Também

      Mostrar mais