Tamanho do texto

Peixe é um alimento saudável e fácil de ser preparado - basta seguir algumas dicas e cuidados para aproveitar ao máximo e evitar dores de cabeça

O peixe é um alimento prá lá de versátil. Pode ser feito frito, assado, ensopado. E graças a seus nutrientes é muito bem-vindo na alimentação - até para quem quer perder alguns quilinhos

salmão grelhado arrow-options
shutterstock
Peixe deve fazer parte da dieta e, para aproveitar ao máximo, veja dicas e receitas para variar o cardápio


Como aponta a nutricionista Katlly Evillim Sousa, da Coordenaria de Desenvolvimento do Agronegócios (Codeagro) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, o peixe contém  baixo teor de gordura saturada e é rico em ácido graxo poli-insaturado, o ômega-3, nutriente que auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares e conhecido pela ação anti-inflamatória.

De acordo com a especialista, “o ideal é que o peixe esteja presente na nossa alimentação por pelo menos duas vezes na semana”. 

Entretanto, ele também pode ser um alimento traiçoreiro. Se não for conservado da maneira correta, pode ser contaminado e resultar em problemas de saúde. 

Como não queremos nada disso - só aproveitar os benefícios dos pescados - o iG Receitas separou, com a ajuda da nutricionista, uma lista com dicas de como conservar o alimento. 

Como conservar o peixe em casa

peixe na geladeira arrow-options
shutterstock
É preciso ter alguns cuidados com os peixes - do momento da compra ao armazenamento - para evitar contaminação e outros problemas

Segundo Katly, ter um bom peixe para fazer seus pratos em casa começa na hora da compra. E ele pode ser tanto fresco quanto congelado, já que eles "contêm os mesmos nutrientes se mantidos em temperaturas adequadas", e desde que sejam tomados alguns cuidados: 

  • peixe fresco : as escamas devem estar brilhantes e ele deve ter um odor apenas suave; 
  • peixe congelado : embalagem não deve conter água acumulada ou cristais de gelo, pois isso pode indicar que o produto já foi descongelado, o que prejudica a qualidade. 

Outra dica da nutricionista é, se for levar o item fresco, deixe para colocá-lo no carrinho no final das suas compras. Isso vai ajudar a manter o produto na temperatura ideal e também evitar contaminação. 

Leia também: Veja mais dicas de onde comprar o peixe e quais as melhores espécies

Peixe escolhido, é hora de colocar na panela (veja dicas abaixo) ou armazenar. Katly ressalta que a validade de qualquer peixe fresco, se for congelar, é de três meses. Uma boa ideia é colocar na data na embalagem, para não correr o risco de passar desse tempo. 

Depois de congelado, na hora do preparo a nutricionista afirma que sempre é preciso descongelar o alimento na geladeira e não em temperatura ambiente. "Fora [da geladeira] pode desenvolver micro-organismos deteriorantes", frisa a especialista. 

Para completar, ela diz também que o prato pronto deve ser consumido em, no máximo, 48 horas, desde que seja mantido, mais uma vez, em geladeira. 

Dicas para preparar peixe em casa

peixe temperado arrow-options
shutterstock
Apostar em temperos naturais está entre as dicas para preparar um bom peixe em casa

Na hora de fazer seus pratos, Katly destaca dois pontos. O primeiro é retirar o couro ou a pele do produto antes de cozinhar. "Todos os nutrientes do peixe estão dentro da carne", diz a nutricionista. 

Ela ainda sugere fugir de temperos industrializados. "Use temperos naturais como a salsinha, manjericão, coentro, louro e outros", indica Katly. 

Em entrevista prévia ao iG Receitas, Carlos Soares, do restaurante Al Mare, em São Paulo, também já deu dicas e foi além. Para ele, além dos industrializados é bom evitar limão ou temperos mais fortes se for grelhar o peixe, pois esses itens podem mascarar o sabor do alimento. Para Carlos, o tempero pode ser feito com sal e pimenta-do-reino, por exemplo. 

Vale também escolher o peixe de acordo com o preparo que pretende fazer. Segundo o chef, se a ideia é preparar uma caldeirada ou um ensopado, robalo ou cação, peixes encorpados, são perfeitos. Já se for fazer uma fritura, escolha filés, que podem ser empanados só com farinha ou à milanesa, e devem ser preparados na imersão, em uma frigideira com cerca de 3 centímetros de óleo fervente. 

Ele ainda deu uma dica para os assados. É comum que o produto fique ressecado nesse tipo de preparo. Porém, para evitar isso, use manteiga ou molho para pincelar o peixe. 

Receitas com peixe

filé de pintado arrow-options
Dulla
Pintado é uma ótima sugestão para quem busca um filé de peixe. Veja essa e outras receitas abaixo

Dicas anotadas, é hora de colocar a mão na massa! Confira 5 receitas com diferentes tipos de peixe para variar o cardápio: