Não erre! Aprenda a fazer o caldinho de feijão perfeito

Os chefs André Palma e Adriana Aranha dão as dicas para acertar no prato que é sucesso nas temperaturas mais frias

O caldo de feijão é ótimo para dias mais frios
Foto: Wickbold / Divulgacao
O caldo de feijão é ótimo para dias mais frios

Caldo e frio é a combinação perfeita. O feijão é parte da maioria das refeições brasileiras e não é incomum fazê-lo em grandes quantidades para durar uma ou mais semanas. Nesses casos, reaproveitar as sobras do feijão para fazer o caldo é uma opção econômica e muito saborosa. 

O passo a passo para fazer o caldinho de feijão perfeito começa na escolha do grão. "Cada feijão terá um uso distinto, nem melhor, nem pior. Temos uma variedade imensa de feijões. Podemos até fazer pão de feijão! Ou seja, o melhor feijão é aquele que você estiver com vontade de comer", diz a chef Adriana Aranha.


Para deixar o caldo bem cremoso, o chef André Palma explica que só a água é o suficiente. “Não existe essa questão de levar algum tipo de creme de leite, o caldo é retirado do próprio feijão”, diz. A cremosidade do caldo tem mais a ver com o tempo de cozimento do feijão.

"Na dúvida, deixe menos tempo na pressão, assim você pode escolher entre cozinhar um pouco mais ou deixar como está. Outra dica é pegar um pouco dos feijões cozidos, esmagar com um garfo e voltar ao cozimento pra ajudar a engrossar mais. Vai ao gosto do freguês", diz Aranha.

Tempo de preparo e ponto certo do caldo de feijão


Para 500g de feijão, use 1 litro e meio de água. Se quiser, acrescente folhas de louro e deixe cozinhar por 40 minutos na panela de pressão. No tempero, os chefs indicam sal, linguiça toscana, bacon, cebola, tomate, pimentão, alho, cheiro-verde e até  caldo de legumes para acrescentar sabor ao prato. 

Para um caldo de feijão bem cremoso


Para deixá-lo bem lisinho e cremoso, o ideal é bater o caldo no liquidificador ou mixer. Caso não possua, Palma explica um método para amassar os grãos. “A pessoa que não tem liquidificador ou mixer pode passar o grão em uma peneira. Depois, amassa o grão bem cozido. Isso também dá uma certa cremosidade”, diz.

Você viu?

Se quiser a carne bem reduzida, vale picá-la ou processá-la junto com o caldo. “Neste caso, a carne deve estar bem picada. Depois, a pessoa pega o caldo e dá uma amassada, até com um amassador manual ou um fuê, ela consegue dar mais liga nesse processo,” conta. 

Caldo pronto e batido, transfira para uma cumbuca ou prato e sirva com os acompanhamentos que desejar! Os pães são os mais escolhidos para acompanhar os caldos, mas usar a criatividade também é uma opção. Aproveite o friozinho com o caldo de feijão. 

Anotou todas as dicas? Então confira a receita e se delicie:


Série "Não Erre"


As dicas e receitas para o preparo do caldinho de feijão fazem parte de uma série publicada todas as quintas-feiras no iG Receitas, a "Não Erre". A ideia é dar dicas para acertar no preparo de pratos simples do nosso dia a dia, doces ou salgados. Veja o que já foi assunto da nossa série no infográfico abaixo: