Natal
Reprodução
Os três tipos de carne natalina têm suas diferenças e maneiras de comprar, veja qual é a melhor aqui!


Na hora de escolher o cardápio da ceia de Natal vem a dúvida: qual carne preparar para a ceia? Apesar de típicas da temporada, tender, chester e peru possuem sabores e preços bastante distintos. Para ajudar a escolher qual se adapta melhor à sua ceia conversamos com especialistas da BRF. Eles falam a seguir sobre preços, sabores e qual a mais fácil de preparar. Confira.



Quais as diferenças entre tender, chester e peru?

Segundo a BRF, o chester é uma ave especial de uma linhagem diferenciada, com uma cor mais clara e que tem uma concentração maior de carne no peito e nas coxas – 70% de sua carne está concentrada nesses pedaços da ave.

O peru é um animal originário dos Estados Unidos. Ele foi incorporado ao Natal brasileiro há 47 anos, quando a Sadia trouxe o prato para o mercado nacional. Para a BRF, é uma ótima opção para as festas de fim de ano. Trata-se de uma carne um pouco mais escura com o sabor mais acentuado.

Já o tender é o pernil suíno íntegro defumado com uma proposta diferente. A marca mais forte do corte é o sabor mais acentuado, até por conta do tipo de carne. Tem um consumo complementar e é um prato super versátil para entradas, saladas. Por isso também é muito apreciado em momentos pré-ceia e no ano novo.

Qual das carnes natalinas é a mais barata?

Se for considerar o peso do quilo as aves são as opções mais baratas. O quilo mais em conta é do chester, mas a diferença com o peru é muito pequena. Enquanto o Chester Perdigão sai por R$ 17,98, o Peru Sadia sai R$ 18,98 o quilo. 

E o mais caro?

A opção mais cara, por conta do tipo de carne e produção, é o tender. Os preços variam de R$ 44,00 (Perdigão) a R$ 49,00 (Sadia) o quilo.

Qual é o mais fácil de preparar?

Segundo a BRF, o mais fácil de preparar é o tender, pois trata-se de uma carne que permite o consumo imediato. Ele já vem pronto para consumo em pratos frios, como petisco ou até em sanduíches, e até para a opção de um prato quente, com aquecimento rápido.

Já o peru e o chester demandam mais tempo no forno por serem produtos in natura, além do tempo de descongelamento que deve ser feito sob refrigeração até 48 horas antes do preparo.

Como escolher o melhor produto no mercado?

Uma boa dica é analisar a relação quilo x preço, já que alguns produtos podem estar com mais carne, mas menores e com um preço mais agradável. Para o tender, procure pelos pacotes mais baratos e com um tamanho bom, mas não tão pequeno. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários