Frango empanado combina com o arroz e feijão do dia a dia e pode até virar um sanduíche (veja receita no final). Mas para isso é preciso acertar no  tempero da carne e também garantir a casquinha seca e crocante.  

empanado
shutterstock
O empanado pode ser difícil, mas não impossível


Segundo a chef do Biroska, Bruna Martins, é necessário ter um olhar mais atento ao processo. "Empanar consiste em cobrir alimentos em misturas diferentes e geralmente fritar para deixá-los crocantes por fora e suculentos por dentro", afirma Bruna.

Mas para chegar a esse resultado é preciso tomar alguns cuidados. Por isso, Bruna Martins e a chef da rede Chicken in House, Jackeline Fontoura, compartilham com o  iG Receitas  dicas certeiras para você que quer fazer o empanado perfeito!

1. Respeite as etapas

empanado
Divulgação
Entender as etapas do empanamento ajuda a deixar o alimento mais crocante


Para Bruna e Jackeline, a ordem é o mais importante ao empanar. "O famoso milanesa se resume em passar primeiro na farinha de trigo, depois numa mistura de ovos e por fim na farinha de rosca", diz Bruna. 

Leia também: Fazer alimentos em uma air fryer é melhor do que fritar?

Jackeline afirma que o melhor é separar os ingredientes em três recipientes, para que o empanado seja feito na ordem ideal. "Caso queria uma camada mais grossa, repita as etapas do ovo e da farinha de rosca", indica a chef.

2. Atenção à farinha!

empanado
Pixabay/congerdesign
As melhores farinhas são a de trigo e a de rosca


Se for fazer o empanamento mais tradicional, à milanesa, o indicado pelas chefs é utilizar as farinhas de trigo e rosca, por serem fáceis de manusear e deixarem o alimento crocante. Agora, se quiser melhorar o empanamento, Bianca indica usar flocos para aumentar a crosta.

Ela também indica o uso da farinha de tapioca e ainda recomenda outros tipos para diferenciar o alimento empanado. "Você pode usar amido para dar um acabamento mais fino, coco seco, fubá, farinha de mandioca... São muitas opções e você pode até misturá-las", afirma Bianca.

3. Cuidado com o ponto

frango
shutterstock
Se fritar demais, pode secar o frango ou queimar a farinha


Apesar de parecer um mistério saber o ponto de um frango empanado, segundo Jackeline o segredo é se atentar à cor da casquinha. Quando ela começar a escurecer e parecer crocante, está pronto. Se o óleo estiver na temperatura certa (veja a próxima dica), o frango também estará frito por dentro. 

Também tem dica para manter a crocância até a hora de servir. "É importante não deixar muito tempo no papel toalha pois se o alimento fica em contato com o papel engordurado, ele volta a ficar encharcado e perde a crocância", ensina Jackeline.

4. E o método de fritura?

fritura
shutterstock
O óleo da fritura do croquete deve estar bem quente. Isso vai garantir a crocância


Segundo Jackeline, o melhor método para fritar um alimento empanado sem a casca crocante sair durante a fritura é utilizando o óleo bem quente, a mais de 180 graus. 

Ela indica utilizar um óleo novo, sem reutilizar um óleo que entrou contato com outros alimentos. "Tome cuidado para que a farinha não queime ou frite o bastante para secar o alimento por dentro, a ideia é ficar suculento", afirma a chef.

5. Outras técnicas são bem-vindas

tempurá
FreePik/javiguti
A técnica do tempurá dá leveza e crocância ao prato


Para Bruna Martins, usar técnicas como a de tempurá é uma ótima pedida se você quer dar uma leveza ao empanado . Na técnica, é necessário misturar a farinha com algum líquido gelado. Bruna indica água com gás e até cerveja para a massa.

"Assim, a massa fica com uma textura mais leve e crocante, fazendo com que o alimento não absorva tanto o óleo", comenta Bruna.

Anotou as dicas? Aproveite e veja a receita que a chef Jackeline Fontoura trouxe, uma dica de sanduíche de frango empanado delicioso!  Veja aqui a receita.

    Veja Também

      Mostrar mais