Tamanho do texto

A sommelière Marcia Gombos fala sobre os vinhos certos para o inverno e como combiná-los com os queijosde forma perfeita

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=comida%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237535079202&_c_=MiGComponente_C

Nossa viagem pela França deveria ter como última parada Champagne , mas como já falamos sobre os espumantes em dezembro do ano passado , o foco de hoje são os  vinhos recomendados para o inverno que, diga-se de passagem, vem sendo bastante severo em algumas regiões do Brasil.

As baixas temperaturas climáticas favorecem os tintos e também os brancos encorpados, pois eles possuem mais estrutura , corpo e são servidos frescos ao invés de gelados. Além disso, eles normalmente  acompanham os pratos mais gordos e pesados que se consome nestas épocas, como o clássicos  fondue . Sem contar que o vinho cria um ambiente perfeito em frente a uma lareira ou do lado de uma excelente companhia.

Os vinhos tintos mais encorpados terão maior concentração de taninos que combatem a gordura , sendo uma ótima e indispensável pedida para evitar os maus efeitos desta. Outra boa vantagem é o fato de ser um excelente vasodilatador, fazendo com que o sangue circule mais rápido ajudando a aquecer as extremidades ¿ como nariz, pés e mãos ¿ que normalmente ficam mais frias que o resto do corpo.

Para acompanhar, queijos deliciosos

Queijos em geral são outro apelo do inverno, portanto, vale ter em mãos algumas dicas de boas parcerias:

CAMEMBERT: fica bem com Beaujolais, Bourgogne Passe-Tout-Grain, Chardonnay barricado;

GRUYÈRE e EMMENTHAL*: Vinhos do Rhone, Syrah, Merlot, Carmenere;

CHEDDAR MATURADO: Tintos de Bordeaux, Porto Tawny, Cabernet Savignon, Chateauneuf-du-Pape.

* Os vinhos que acompanham estes queijos também acompanham muito bem um fondue

Desfrute as boas oportunidades da estação curtindo o friozinho ao lado de muito calor humano regado a belos vinhos. Você perceberá que a temperatura se eleva e fica muito mais agradável a cada novo gole e boas risadas.

Dicas

Amarone della Valpolicella Brigaldara (Tinto - Veneto/Itália); BV Costal Carneros Chadonnay (Branco ¿ Califórnia/EUA) e Ruta 15 KM 29 Malbec (Tinto ¿ Mendoza/Argentina). 

Para maiores dicas, cursos e palestras acesse: www.toutduvin.com.br que estarei a sua disposição.

Veja também: Como combinar queijos e vinhos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.