Tamanho do texto

Quem nunca ouviu uma série de explicações sobre os benefícios dos vinhos tintos, sobre suas propriedades anti-oxidantes, sobre os flavonóides e o reverastrol, entre outros elementos? Mas hoje quero alertar que esta paixão deve ser cultivada com carinho, para não se transformar num problema

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=comida%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237535047024&_c_=MiGComponente_C

O vinho nos envolve, traz cultura, geografia, história às conversas a mesa. Contudo, devemos lembrar que é uma bebida alcoólica e que seu consumo excessivo causa efeitos ruins em nosso organismo, sendo o mais conhecido deles a DOR DE CABEÇA.

Já falamos aqui que o vinho é o resultado da fermentação do suco de uvas frescas. Neste processo, vários componentes químicos se combinam criando outros elementos, entre eles alguns sulfitos (um dos vilões da dor).

Há ainda as histaminas (que dilatam os vasos sanguíneos), tiaminas e o dióxido de enxofre utilizado para conservar o vinho. Esses elementos causam em algumas pessoas que possuem maior sensibilidade, uma dor de cabeça quase imediata, que se prolonga até o dia seguinte. Ou ainda, desencadeiam crises de enxaqueca mesmo que a quantidade ingerida seja pequena.

Os que abusam do vinho também sentirão os efeitos causados por essas substâncias e, sobretudo, pelo álcool. Ele é o responsável pela desidratação do organismo (sensação de boca seca e gosto ruim).
Note que os vinhos de qualidade, considerados vinhos finos, são produzidos com cuidado esmerado, diminuindo esses efeitos. Mesmo assim, mantenha a linha.

A melhor maneira de se evitar, ou melhor, minimizar a desidratação é beber água constantemente enquanto se aprecia uma taça de vinho, dessa forma é possível manter um certo equilíbrio.

Fica o recado de quem encontra no vinho um deleite especial: evitar os exageros é a maneira perfeita de obter desta maravilhosa bebida somente o que ela tem de bom para nos oferecer mas, se passar da conta, o jeito é apelar para um belo café expresso¹ da padaria do seu Joaquim.

1 . O café age no contramão do vinho sendo responsável por contrair os vasos sanguíneos.


Leia mais sobre: vinhos

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.