Tamanho do texto

A correspondente do iG em Paris aprendeu a fazer crepes em curso livre de uma das mais respeitadas escolas de culinária do mundo

Quando recebeu o convite para participar de um curso rápido na Le Cordon Bleu, a emblemática escola francesa de culinária, a correspondente do iG em Paris, Alline Cury, conta que sentiu um friozinho na barriga. Mas foi em frente e registrou a experiência em vídeo. O tema da aula era crepe e galette. "Eu não sei o que é galette...", avisou a aluna que, mesmo sem muita experiência, defendeu-se muito bem na aula. Saiu de lá sabendo como corrigir uma calda que perdeu o ponto e, claro, a diferença entre a massa de crepe e de gallete. Confira tudo isso no vídeo.

 null

Sobre o cursos livres da Le Cordon Bleu

O que Alline fez, qualquer pessoa, moradora de Paris ou visitante, pode fazer também. A escola oferece uma fatia de seus cursos para quem gosta de comida e bebida mas não tem, necessariamente, pretensões profissionais. Os cursos, com duração mínima de duas horas e máxima de quatro dias, são ministrados em francês, mas há um intérprete que traduz tudo para o inglês.

As aulas custam a partir de 41 euros (demonstração dos segredos de chefs, por duas horas) até 930 euros (sabores do Mediterrâneo, com duração de quatro dias). A programação completa está neste link . Clique em Paris Campus - Sessions Gourmets.

A Le Cordon Bleu fica no número 8 da Rue Léon Delhomme, 75015, Paris, France (01 53 68 22 50).

O aluno é recepcionado com uma pastinha com receitas, bloquinho de notas e canetinhas Le Cordon Bleu. Quem chega muito cedo aguarda o resto do grupo no jardim de inverno da escola. Depois, na sala de aula, todos ganham avental e paninho. E mãos à obra. 

Infelizmente, a Le Cordon Bleu não tem café ou restaurante para visitantes. "Mas tem uma lojinha, com livros, acessórios de cozinha e souvenirs", conta a correspondente. Quem quiser pode se divertir por lá, depois da aula.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.