Tamanho do texto

Conheça a história da laranja e veja as diferenças entre os tipos dessa fruta

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=comida%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237535082489&_c_=MiGComponente_C

Muita gente a reconhece como um sinônimo de vitamina C ¿ e olhe que a laranja também traz consigo uma seleção de outros nutrientes.

História

segundo historiadores, as laranjas teriam origem na Ásia , mais provavelmente nas ilhas que hoje delimitam países como a Malásia, a Indonésia e as Filipinas, ou no sul da China (onde sabe-se que essa fruta já era conhecida há cerca de 4 mil anos).

No Brasil , ela chegou apenas no século 16 com os colonizadores portugueses. A adaptação foi tão boa que, hoje em dia, os brasileiros lideram a produção mundial de laranjas, dominando por volta de 33% do mercado mundial.

Características

Separar as espécies de laranja não é muito simples, porque existem centenas de tipos de laranja atualmente. Mas elas pertencem basicamente a duas espécies distintas: a Citrus sinensis (laranjas mais doces, como a laranja-lima) e a Citrus aurantium (que concentra os tipos ácidos, as laranjas mais azedas). Já a grapefruit , laranja maior e mais amarga, é apenas uma prima ¿ de espécie Citrus paradisi.

Entre as laranjas mais conhecidas estão essas abaixo:

Bahia
É uma variedade sem sementes e bem fácil de descascar. Surgida no século 19 de uma mutação natural no estado da Bahia, é uma das mais utilizadas no preparo de receitas doces e salgadas.

Seleta
É bem parecida com a laranja-bahia (muitos acreditam, aliás, que a seleta é que deu origem à bahia). Também é bem pouco ácida, de polpa suculenta e casca amarelo-clara.

Lima
Por causa do sabor suave e docinho, a laranja-lima é muito recomendada para crianças pequenas e pessoas com problemas digestivos. A polpa suculenta é ótima para ser comida, e em geral ela não é usada no preparo de pratos.

Pera
Essa é a mais importante variedade nacional ¿ e responde por cerca de 70% das laranjas cultivadas no Brasil. Menor que as outras, a laranja-pêra tem um sabor que varia entre o levemente doce e o levemente azedo, ideal para o preparo de sucos ou direto para ser comida.

Nutrição

Os nutrientes presentes na laranja variam conforme a tipo de fruta. Mas, de modo geral, qualquer tipo contém grandes quantidades de sais minerais como cálcio, potássio, sódio e fósforo.

A laranja também é rica em vitaminas do complexo B e contém um pouco de vitamina A, além, é claro, de ser considerada uma das melhores fontes de vitamina C (duas laranjas por dia fornecem a quantidade total de vitamina C de que o organismo precisa). Além disso, a laranja tem açúcares simples, facilmente sintetizados no organismo, e fontes de energia.

Como comprar

O melhor é dar preferência às laranjas mais pesadas, pois são as que têm maior quantidade de suco, além de observar se a coloração está de acordo com a variedade da fruta (pois algumas devem ter casca bem lisa e, outras, mais porosa). Em geral, a laranja boa para o consumo deve ser firme, sem ceder à pressão dos dedos.

Como armazenar

A laranja deve ser conservada em local fresco e arejado, de preferência fora da geladeira. Já o suco, depois de pronto, deve ser consumido imediatamente, porque minutos depois disso ele perde toda a vitamina C.

Dicas de mestre

- Para cortar a laranja, o correto é usar somente faca de aço. Outros metais oxidam a vitamina C já no contato.

- Quanto ao suco de laranja, ele precisa ser servido fresco ou gelado . Aquecido (como muitas mães fazem antes de dar às crianças, com medo de lhes causar resfriados) ele perde a vitamina C. Por isso também é que as receitas à base de laranja não podem ser consideradas fontes da vitamina.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.