Tamanho do texto

Para quem considera chá uma ¿bebida de vovozinha¿, melhor voltar atrás: suas propriedades e sabores são de surpreender qualquer um

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=comida%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237535037913&_c_=MiGComponente_C

Acordo Ortográfico

É de uma planta apenas que vem uma variedade imensa deles. Assim como as uvas produzem vários tipos de vinhos, por exemplo, a planta de nome Camellia sinensis é quem produz os inúmeros tipos de chás. Tudo depende de fatores como localização geográfica, tipo de solo, colheita realizada nesta ou naquela estação do ano. O resultado do cultivo milenar dessa planta é uma enorme variedade de chás consumidos pelo mundo afora, todos com características e sabores muito particulares. É experimentar para crer.

História
Pensando em chá, logo vem à cabeça o Oriente. De fato, a bebida tem forte tradição histórica principalmente na Ásia ¿ e é lá onde, ainda hoje, em diversos países, se faz rituais como a cerimônia do chá japonesa ¿, mas também no Ocidente ele é muito desfrutado. O famoso chá da tarde inglês, por exemplo, é também uma tradição muito antiga, por volta do século 16. As pesquisas sobre a origem do chá ainda são poucas, mas se sabe que ele é a segunda bebida mais consumida no planeta, logo depois da água.

Características
No mundo são produzidos quase três mil tipos de chás. Entre as principais nações produtoras estão Índia, Sri Lanka, China, Japão, Indonésia, Inglaterra, Irlanda e África do Sul. Os pretos e verdes vêm da mesma planta, e o que diferencia um do outro é apenas o processo de produção. Preto, verde, branco, aromatizado, de flores e frutas, erva-mate e outros estão expostos em caixas com a erva a granel, em latas e sachês. No Brasil, chamamos tudo de chá, mas é bom deixar claro que a denominação da palavra chá é específica para as bebidas que contenham a folha Camellia sinensis (e esse pode ser branco, verde, preto, oolong ou aromatizado). Os demais são bebidas de outros vegetais, como infusões de hortelã ou erva-doce.

Nutrição
Muitos cientistas de todo o mundo têm se dedicado a estudar os efeitos do chá sobre o corpo humano, em conhecer melhor seus nutrientes e o que eles provocariam. Todos os tipos de chá possuem praticamente as mesmas substâncias, como cafeína e oxalatos, porém em concentrações diversas dependendo do processo de preparação. As propriedades benéficas já demonstradas são os poderes de muitos deles em acelerar o metabolismo, auxiliar os sistemas imunológico e nervoso e diminuir o estresse.

Como comprar
Não existe nenhum selo de qualidade para os chás especificamente. O importante é que ele seja comprado em lojas confiáveis e seja o mais fresco possível ¿ daí ser muito importante checar, na embalagem, sua data de validade.

Armazenamento
O chá em forma de erva deve estar acondicionado em uma embalagem que não deixe passar luz e precisa ter cheiro bom ¿ não cheiro forte de guardado, indicando fungos. O chá deve ser armazenado em recipientes limpos, atóxicos e que o protejam da umidade.

Dicas de mestre
- Adoçar ou não o chá é uma questão de gosto, mas é essencial prestar atenção ao que vai ser adicionado para que o doce não se sobreponha ao aroma e ao sabor delicados da bebida .

- As melhores chaleiras são as de aço inoxidável, vidro, porcelana e cerâmica. Elas evitam que a bebida fique amarga, entre outras coisas.

- De preferência, use água mineral ou filtrada para o preparo de qualquer tipo de chá ou infusão. A qualidade da água sempre vai ser importante para se fazer um bom chá.

- Chás em forma de erva costumam ser muito mais saborosos do que aqueles em saquinhos . Afinal, os sachês passam pela industrialização, e depois de imersos em água eles viram um chá que mistura erva, papel e até barbantinho...


Leia mais sobre: chás

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.