Tamanho do texto

Confira dicas para servir coquetéis dignos de barman, sem precisar de um arsenal de equipamentos ou copos especiais

Veja como é fácil mudar a aparência de drinques preparados em casa
Marina Fuentes
Veja como é fácil mudar a aparência de drinques preparados em casa
Pode até parecer frescura, mas um drinque servido em copo adequado, com gelo na medida certa, mexedor e canudinho faz enorme diferença. Assim como acontece com a comida, a primeira degustação de bebidas é feita com os olhos. Não à toa, há um arsenal de equipamentos que serve apenas para deixá-las mais atraentes visualmente. A boa notícia é que você precisa de pouquíssima coisa para deixar seu coquetel com apresentação digna de um profissional. Confira as dicas de Henrique Medeiros, do Kinoshita, em São Paulo, e troque os apetrechos caros pela sua imaginação.

CURTA O IG COMIDA NO FACEBOOK E SIGA NO TWITTER

Faça um mexedor orgânico: se o coquetel leva açúcar, como caipirinha, use um pedaço de cana cortada no copo como mexedor. Além de servir para deixar o drinque mais homogêneo, a pessoa pode se divertir chupando o ingrediente. Para coquetéis salgados, como o Bloody Mary, salsão ou cenoura rendem bons mexedores e também podem ser consumidos junto com a bebida.

Leia também: Bloody Mary e a fórmula perfeita

Decoração simples e elegante: pode ser feita com cascas de limão, laranja ou lima
Marina Fuentes
Decoração simples e elegante: pode ser feita com cascas de limão, laranja ou lima
Copos alternativos: você não tem copo de Martini, mas quer servir o coquetel para uma turma? Use a criatividade e improvise. No Kinoshita, o martíni Ivy da nova carta é servido em uma garrafinha, parecida com a de molho inglês. “Esse serviço é ótimo para festas porque a pessoa toma o drinque de canudinho" diz Henrique. "Taça e balada não combinam, é derrubar na certa.” E não precisa de um recipiente especial. Vale usar qualquer garrafa de vidro. Depois, elas devem ser higienizadas e guardadas para quando a ocasião exigir. Nesse caso, não esqueça de que você também vai precisar de funil e canudos.

Varie o corte das frutas: há muitos drinques que levam limão, lima da Pérsia, laranja. Aproveite para decorar esses coquetéis com fatias das próprias frutas, cortadas de forma inusitadas – em triângulos, por exemplo. Ainda dá para criar formas com as cascas (também chamadas de zest). Elas podem ser retorcidas em espirais, e servem de guarnição também para destilados servidos puros, como vodca ou gim. Maça verde é outra fruta que rende boas decorações.

Aprenda a fazer: caipirinha nota dez

Use e abuse do pepino:   o pepino japonês é uma ótima guarnição para coquetéis. “No mojito e em alguns drinques com vodca cai muito bem”, diz Henrique. Se cortado em pequenas fatias, ornamenta taças com elegância; em palitos, vira charmosos mexedores. “Dependendo da forma, o legume dá ao drinque um visual artístico e sofisticado.”

Ervas e mais ervas: a hortelã macerada dá sabor marcante ao drinque. Mas quando o galho é mantido inteiro, o gosto fica leve e o visual, incrível. Se o coquetel já leva o ingrediente, coloque também um ramo no copo para decorar. O mesmo pode ser feito se a ideia é só dar uma leve aromatizada de menta.

Faça também: coquetéis diferentes com cachaça

Corante alimentício: para deixar qualquer coquetel mais vistoso, especialmente aqueles que levam ingredientes de tom meio sem graça, como lichia, aposte no corante alimentício. O potinho é vendido em lojas de confeitaria, rende bastante e custa cerca de R$ 3. Henrique usa, entre outras receitas, em  um drinque feito com gengibre. “O ingrediente tingido fica no fundo do copo e o coquetel, lindo”, diz. Mas o baman pede parcimônia na hora de usar o produto: “uma pitada basta".

Modinha: coquetéis com vinagre viram febre

Só passe limão na parte externa da borda
Marina Fuentes
Só passe limão na parte externa da borda
Sal ou açúcar na borda do copo: o bom e velho truque dos bartenders é decorativo e dá um “tcham” na bebida. Mas é importante fazer da maneira certa para não comprometer o sabor do drinque. “O copo não pode estar gelado", diz Henrique. E tem mais. " O correto é passar limão somente na parte de fora da taça e depois encostar sua superfície em um prato com sal ou açúcar." Dessa forma, os ingredientes não caem de uma vez no coquetel quando a pessoa for beber, como acontece quando a borda é preenchida por dentro e por fora. Os coquetéis mais clássicos que usam o artifício são a margarita (sal) e os drinques sour (açúcar).

Invista em copos multiuso: em vez de ter um bar todo equipado, você pode investir em copos que cumprem várias funções. Os mais versáteis são o baixo, que serve para beber uísque, caipirinha e drinques com gelo, em geral; e taças de vinho pequenas, que também podem ser usadas para servir coquetéis misturados e coados, sem muito gelo ou fruta macerada.

Veja também: como fazer bons driqnues com saquê

Capriche no canudo: os coloridos e pretos estão em alta, mas eles são mais caros. Os bartenders estão preferindo os que têm uma extremidade em formato de colher. É perfeito para beber coquetéis de frutas e comer os pedacinhos no final.

CONFIRA AS IMAGENS DE COQUETÉIS DECORADOS

Continue lendo: Drinques frozen: beba antes que derreta

E ainda: Spritz para o verão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.