Tamanho do texto

Aquela peneira de alguns centavos, jogada na primeira gaveta da pia, nem sempre recebe o valor que merece. Afinal, ela está sempre ali, baratinha, pequenininha... E qualquer cozinha tem uma. Mas espere que ela suma, por qualquer motivo. Você vai sentir saudades. Mas a chef de cozinha Gislaine Oliveira sabe muito bem o valor desses utensílios, indispensáveis facilitadores da vida. Por isso, ela elegeu 10 desses companheiros como os que não podem faltar, de jeito nenhum, em sua cozinha

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=comida%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237535045328&_c_=MiGComponente_C

1. Secador de verduras: Que as verduras precisam estar bem limpinhas antes de serem consumidas todo mundo já sabe. Mas, Gislaine diz que lavá-las é pouco. Verdura tem que ser lavada e muito bem seca, assim, o molho mistura melhor, elas ficam mais crocantes e o resultado é uma salada incrível;

2. Fouet (batedor): Esse batedor tem muito mais utilidades do que você imagina. E não dá para negar: a textura obtida com ele é completamente diferente, além de ser muito mais fácil do que usar um garfo. Para homogeneizar os molhos, principalmente quando uso xarope de romã ou vinagre de framboesas, não abro mão do foeut;

3 . Faca afiada: Parece óbvio, mas não é. Quer coisa mais irritante do que faca cega? E, além de tudo, atrapalha. É essencial ter uma faca em bom aço e com um bom corte. A última, ganhei de presente do meu marido: olha que corajoso ele é!, brinca a chef;

4. Moedor de sal: Fez cara de surpresa? Pois essa dica de Gislaine é valiosa. Assim como a pimenta, o sal moído na hora deixa tudo muito mais saboroso. Mesmo que não seja o sal de Guerlande, que é melhor, use um sal grosso mesmo;

5. Ervas frescas dos meus vasinhos: Apesar de morar em apartamento, a chef não abre mão de cultivar as ervas para temperar seus pratos. Tenho vasos com meus temperos frescos ¿ hortelã, manjericão, alecrim, orégano e tomilho.  Além de mais saborosos, tem um cheirinho para lá de bom;

6. Panela grande: Errar no tamanho da panela é dobrar o trabalho na hora de cozinhar, mas isso é coisa de cozinheiro inexperiente. Gislaine, ao contrário, prefere cozinhar com folga. Para eu me sentir à vontade para mexer a comida sem medo de sujar o fogão, uso sempre panelas grandes;

7. Esponja para copos: Gislaine, caprichosa, reserva uma esponja exclusivamente para lavar os corpo. Por mais que lavemos a esponja depois de usá-la nos pratos e talheres, sempre fica algum resíduo. Então, para não engordurar os copos, tenho uma esponja que só uso para lavá-los;

8. Azeite extra-virgem: Saudável e delicioso, o azeite é imprescindível e faz toda a diferença no resultado dos pratos. Seja para cozinhar ou para temperar a salada, tem que tem um bom extra-virgem. De quebra, ainda uso para molhar um pãozinho, enquanto preparo o jantar;

9. Manteiga da Aviação: Recuerdos de minha infância.... E não é só dela. Quem não se lembra da latinha cor de laranja que não ia à geladeira? A embalagem não é mais a mesma, e hoje você pode deixá-la gelando. Uso para arrematar a comida;

10. Pratos, copos, sousplats: Depois de tudo pronto, o toque final. Monto, diariamente, uma mesa linda, porque não adianta uma comida boa sem uma mesa bem arrumada. Assim, a refeição fica ainda mais gostosa.


Leia mais sobre: Gislaine Oliveira