Tamanho do texto

Sobremesa querida no País, a dupla Romeu e Julieta é campeã de releituras. Veja receitas

Suflê de goiabada com calda de requeijão cremoso é releitura de Romeu e Julieta
Dulla
Suflê de goiabada com calda de requeijão cremoso é releitura de Romeu e Julieta
Romeu e Julieta é a história de um casal italiano contada por um inglês. No drama de William Shakespeare, eles nasceram um para o outro, mas pertencem a famílias rivais. No Brasil, a dupla batiza uma das sobremesas mais emblemáticas da doçaria nacional: queijo com goiabada. O romance em Verona não tem final feliz. Mas nossa versão açucarada e suas mil e uma releituras continuam emplacando.

CURTA O IG COMIDA NO FACEBOOK E SIGA NO TWITTER

Quem lançou a moda de oferecer queijo com goiabada de um jeito diferente foi Carla Pernambuco, há quinze anos. Seu suflê de goiabada com calda de queijo está no cardápio do Carlota , no Rio de Janeiro e em São Paulo, desde a inauguração da casa, mas a criação é ainda mais antiga. “A primeira vez que fiz o doce foi num bistrô que trabalhava em Nova York, em 1992”, conta. Carla aplicou a receita no brunch brasileiro servido no lugar e nunca mais a abandonou. “Naquela época, ninguém dava bola para goiabada, era um doce esquecido”, diz. Mas a ideia de dar ares mais elaborados à combinação caseira, faz questão de dizer, não foi dela. “Em 1989, tinha uma casa em São Paulo que fazia uma panna cotta de queijo com calda de goiabada que eu nunca esqueci.” O restaurante sumiu na poeira, mas não na memória de Carla. E a chef ficou conhecida como a precursora do Romeu e Julieta em versão luxuosa. “Até hoje tem gente que vai ao Carlota só para comer esse suflê.”

Leia mais: A suave panna cotta

Não é de estranhar que a dupla goiabada e queijo faça tanto sucesso. São elementos contrastantes e complementares, casamento perfeito em um prato. No restaurante Santinho , dentro do Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo, Morena Leite desfila toda a sua brasilidade no crème brûlé de goiabada com calda de queijo. Assim como Flávia Mariotto, que prepara tortinha de queijo Minas com calda de goiaba no também paulistano Condessa .

Suflê do Carlota e crème brûllé do Santinho: equilíbrio perfeito
Divulgação
Suflê do Carlota e crème brûllé do Santinho: equilíbrio perfeito

Leia também: Pegando fogo: o charme do crème brûllé

A sorveteria carioca Mil Frutas , com filiais em São Paulo, sabe gelar como ninguém os sabores mais gostosos da vida. E vende aos montes seu Romeu e Julieta. A sócia da casa Juliana Saboya garante: “São consumidos cerca de 150 quilos por mês do doce”. O segredo do sucesso pode estar na goiabada usada no preparo. Ela vem da Fazenda São Francisco, em Ponte Nova, Minas Gerais, bem casada com o sorveite de queijo cremoso.

Leia também: Sorvetes da estação

O ingrediente usado no Carlota também é preparado em fazenda e Carla acredita que sua exuberância vem daí. “O grande lance da sobremesa é usar goiabada de qualidade”, diz. “Assim, se as pessoas não inventarem demais, essa combinação nunca vai ter erro.”

Pastel de goiabada com queijo Catupiry do carioca Botequim Informal
Divulgação
Pastel de goiabada com queijo Catupiry do carioca Botequim Informal

Mas como na cozinha ousadia pouca é bobagem, Karla Keide faz pastel de goiabada com Catupiry no Botequim Informal , no Rio de Janeiro. “A combinação, bem caseira, tem tudo a ver com comida de boteco”, afirma a chef. Mas será que goiabada combina com chope? “Nesse caso, melhor mesmo um cálice de vinho do Porto.” 

Leia também: Catupiry, o requeijão do Brasil

Suflê de goiabada do Carlota
(Receita de Carla Pernambuco)
Rendimento: 4 porções

Ingredientes
Calda
200ml de leite
100g de Catupiry
Suflê
220g de goiabada pastosa
4 claras
1 pitada de sal

Modo de preparo
Calda
Misture o Catupiry com o leite e leve ao fogo em banho-maria por 20 minutos. Bata com um batedor de arame para a calda ficar homogênea.
Suflê
Bata as claras em neve. Adicione a pitada de sal, quando as claras começarem a subir. Ao formar picos duros (resistentes), comece a juntar a goiabada. Bata até misturar bem e ficar um creme homogêneo de cor rosada. Divida a massa em tigelinhas e leve ao forno pré-aquecido a 180ºC. Deixe assando por 10 minutos ou até dourar. Sirva rapidamente com a calda de Catupiry.
Dica da chef: a goiabada ideal para esta receita é a pastosa, bem cremosa e firme. Se preferir usar a goiabada cascão, evite as com pedaços grandes. Pique-a e a coloque com um pouco de água em uma panela. Leve ao fogo, mexendo sempre, até ficar pastosa.

Mais receitas com goiabada e queijo:

Suflê de goiabada com calda de requeijão cremoso

Cheesecake Romeu e Julieta

Crème brullé de goiaba com sorvete de queijo

Mousse de goiaba com requeijão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.