Tamanho do texto

Cuidado nunca é demais. Principalmente para quem vai pilotar fogão e todo o restante da cozinha, o cômodo da casa onde mais acontecem acidentes domésticos

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=comida%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237535072548&_c_=MiGComponente_C

Cortes, quedas, queimaduras. Não são situações nada agradáveis, mas se tornam um trio de eventos muito comuns na cozinha se alguns cuidados de segurança não forem tomados. De acordo com registros dos batalhões de bombeiros Brasil afora, cerca de 80% dos acidentes domésticos acontecem justamente na cozinha ¿ e isso engloba desde um corte nos dedos até o perigosíssimo vazamento de gás.

Para ajudar a manter a integridade física de quem está na cozinha apenas para prazer e diversão, algumas dicas valem ser lembradas. Além de checar periodicamente a saída de gás de rua ou botijões, as conexões elétricas e tomadas dos aparelhos e nunca trabalhar com pressa entre as panelas, é bom estar atendo a certos acidentes específicos, os campeões de acidentes na cozinha.

Vidros quebrados
Muitas vezes eles deslizam pelas mãos na hora do preparo dos alimentos ou de lavar e secar a louça. Quando um objeto de vidro se quebra na área da cozinha, o melhor é ser rápido e preciso: pedaços maiores devem ser imediatamente reunidos sobre duas folhas grandes de jornal, bem embrulhados e colocados no lixo (para não ferir as mãos de quem manuseia o saco, melhor alojar o pacote bem no meio dos detritos).

Com pedaços menores que moedas, o certo é usar o aspirador de pó ¿ lembrando de, depois, esvaziar o saco do aparelho com cuidado. Para quem faz reciclagem, melhor esquecer os pedaços de vidro quebrados, mesmo que pareçam grandes o suficiente, pois eles podem machucar com gravidade aqueles que separam os materiais.

Dedos em perigo
Ao cortar alimentos, esteja sempre atento ao trabalho, sem dividir atenções com outras tarefas ou conversas. Tenha certeza também se estar usando a faca correta para cada tarefa (porque faca de pão para descascar legumes é dedo avariado na certa). O uso de uma tábua de corte também ajuda a garantir a segurança das mãos.

Tampa de panela quente
Elas são uma armadilha constante. A panela está no fogo, cozinhando os alimentos, e a tampa fica aquecendo junto. Ao esquecer disso, muita gente acaba pegando-a com as mãos e tostando os dedos ¿ acidente que se torna ainda maior quando a tampa cai, podendo queimar outras partes do corpo.

O ideal seria escolher sempre panelas com tampas e cabos de material não-condutor de calor, como vidro, plástico ou baquelite. No caso de a tampa ser toda de aço, use sempre um pegador de silicone ou um pano dobrado para erguê-la. E jamais tente fazer isso com garfos, facas e colheres, encaixando na alça para ajudar a puxar. Fazer isso costuma causa acidentes ainda piores.

Água fervendo
Qualquer líquido em processo de fervura corre o risco de derramar, espirrar, borbulhar para fora da panela. Seja no caso do leite para o café da manhã, a água do macarrão ou a sopa, o melhor é sempre colocar o caldeirão nas bocas traseiras do fogão e em fogo brando, para não ter surpresas. Na hora de despejar o conteúdo, se for o caso, use luvas nas duas mãos para ganhar firmeza.

Micro-ondas
Parece um aparelho inofensivo, mas o micro-ondas costuma ser foco de muitas queimaduras. Por princípio, o eletrodoméstico tem a função de aquecer ou descongelar os alimentos, processos que acontecem mais rápido que no fogão ou forno convencionais.

A armadilha é que, muitas vezes, ao abrir o micro-ondas e testar o alimento com os dedos, ele ainda está morno, enquanto o recipiente já está muito quente. Antes de tocar em pratos, copos ou travessas que foram ao micro-ondas, então, é bom vestir sempre luvas.

Crianças na área
Todo cuidado é pouco quando essas pessoinhas imprevisíveis estão às voltas dos pais na cozinha. No caso dos bebês, eles só devem ficar no local se colocados em cadeirões, com brinquedos para distrair, e onde o responsável pode estar sempre de olho. Os mais velhos ¿ principalmente aqueles que adoram ajudar a preparar a comida ¿ até podem se aboletar em cadeiras, desde que muito bem aparados e longe do fogão e de utensílios cortantes. Aliás, as gavetas com esses utensílios devem ser altas e bem fechadas, de preferência com lacres de segurança específicos.

Nenhum aparelho elétrico deve ficar ao alcance dos pequenos para ser puxado, os fósforos devem estar bem no alto e escondidos e nenhum produto de limpeza deve ser guardado em armários no nível do chão.


Leia mais sobre: segurança na cozinha

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.