Tamanho do texto

Quinta edição do evento celebra diversidade de público e longas filas de espera por toda a capital paulista

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=comida%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237535088789&_c_=MiGComponente_C

Pelo jeito, o São Paulo Restaurant Week já caiu no gosto do público. Em 4 de setembro, quinto dia do evento (que dura até 13 de setembro), muitos restaurantes que aderiram ao projeto beneficente registrou intenso movimento, principalmente na hora do almoço, chegando a receber ao menos 800 clientes entre almoço e jantar.

É o caso do  Porto Rubaiyat , que participa pela primeira vez do SPRW .  Eu acredito no Restaurant Week por ser um evento de caráter filantrópico. Além de privilegiar o cliente que pode conhecer restaurantes diferenciados, também ajuda crianças necessitadas, declara Carlos Iglesias , proprietário da casa.

Buffet do Porto Rubayat

A gerente Maria Rita Pikielny , da hamburgueria P.J. Clarkes , afirmou que o movimento no almoço triplicou e que até o volume de acessos ao site do restaurante aumentou. O La Brasserie , do chef Erick Jacquin , está bastante satisfeito com o retorno do evento. Jacquin afirma que seu restaurante tem registrado o dobro de movimento no almoço em comparação com os dias sem a promoção.

Opção da hamburgueria P.J. Clarke's

A gestora do Antiquarius , Beth Vidal , contou que, como o evento atrai um público diferente do habitual, houve uma vez em que teve de pedir a um cliente que trocasse de calçado. "Ele usava chinelos. Expliquei que a casa tem um protocolo e ele então pediu para deixarmos ele entrar após o horário em que está disponível o cardápio do SPRW (até às 15h). Por volta das 15h15 ele retornou com uma chuteira. Entrou, comeu, se despediu e brincou, dizendo que nós pagaríamos 30% da chuteira. Devemos levar situações como essa de maneira leve e com respeito,afirma.

França-Brasil
Em 2009, cerca de 200 restaurantes participam do São Paulo Restaurant Week. A edição paulista, França-Brasil, conta com a adesão de restaurantes concorridos da cidade, como o maravilhoso Brasil à Gosto , o Le Buteque , Antiquarius , La Pasta Gialla de Sergio Arno , o La Brasserie , E.A.T., Eau, Porto Rubayat , entre outros.

Além das novas casas, muitas das que participam desde a primeira edição se mantêm na lista. São elas: El Patio, Govinda, La Marie, Obá . Alguns que aderiram na última edição voltam animados para a segunda experiência como o Arábia, Tandoor, Marcel, Picchi e Mercearia do Francês .

O formato do SPRW continua o mesmo . Funciona assim: os restaurantes preparam menus diferenciados com entrada, prato principal e sobremesa pelo preço fixo de R$ 27,50 + 1 (almoço) e R$ 39 + 1 (jantar), sendo que o couvert e bebidas não estão incluídos. Este 1 real a mais tem fim beneficente, sendo destinado à Fundação Ação Criança. Segundo informou a assessoria de imprensa do evento, a entidade já recebeu em torno de 150 mil reais em doações, nas 4 edições do Restaurant Week, em São Paulo (desde 2007).

lista de restaurantes e outras informações podem ser obtidas no site do São Paulo Restaurante Week .

Pelo Brasil
O sucesso do Restaurant Week em São Paulo é tão grande, que o evento partiu para a conquista de outras cidades. Já aconteceu a primeira edição no Rio de Janeiro, com a participação de 60 restaurantes. Recife recebeu a maratona entre os dias 15 e 28 de junho pela segunda vez, com 44 restaurantes, e em Brasília, a Restaurant Week foi realizada entre 27 de julho e 9 de agosto, pela primeira vez.

Leia mais sobre: São Paulo Restaurant Week

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.