Tamanho do texto

O equipamento que promete fritar (quase) sem óleo cumpre o prometido? Veja o resultado

Airfryer promete fritar alimentos sem usar gordura
Edu Cesar/Fotoarena
Airfryer promete fritar alimentos sem usar gordura

Imagine fritar batatas, pescados, hambúrgueres e pastéis sem óleo: é isso que a Airfryer, da Philips Walita , promete. Através de circulação de ar quente em alta velocidade, o equipamento prepara porções de até 800 gramas, em uma média de quinze minutos -- apenas alguns itens utilizam, no máximo, uma colher de sopa de gordura. Para usar a máquina, basta ligá-la e acomodar os alimentos, congelados ou não,  em uma bandeja interna com divisória, que possibilita o preparo de duas receitas ao mesmo tempo. O produto não é barato: R$ 1.199 é o preço sugerido pelo fabricante. A convite do iG Comida Eliane André, do restaurante e rotisserie Casa da Li , em São Paulo, testou o eletrodoméstico.

SIGA O IG COMIDA NO FACEBOOK E NO TWITTER

A Airfryer faz pequenas porções de alimentos
Edu Cesar/Fotoarena
A Airfryer faz pequenas porções de alimentos
A máquina
O equipamento tem design atraente. Com apenas dois botões reguladores (um timer e um de temperatura), é de fácil leitura visual. Mas peca por não vir com tomadas adequadas ao padrão brasileiro -- o plug, de modelo europeu, tem formato diferente do nosso. "Tive que comprar um adaptador para ligar a máquina", conta Eliane.

A leitura do manual de instruções é imprescindível: cada alimento precisa de determinada temperatura, e alguns exigem que a bandeja seja retirada e agitada, no meio do preparo, para não grudar. Assim, só é possível preparar duas receitas ao mesmo tempo se a temperatura de ambas coincidir. Outro ponto negativo é o tamanho da fritadeira: ela ocupa espaço semelhante ao de um forno de micro-ondas, e produz petiscos para, no máximo, duas pessoas por vez.

Leia também: Receitas de micro-ondas

Receitas testadas: batatinhas chips caseiras, batatas palito congeladas, iscas de peixe empanadas, pastéis de queijo e bolinhas de provolone.

Iscas de pescado empanadas: sabor e aparência deixaram a desejar
Edu Cesar/Fotoarena
Iscas de pescado empanadas: sabor e aparência deixaram a desejar
SINAL VERMELHO : empanados
O aquecimento não é capaz de agregar a crosta de farinha à receita. Os quitutes ficam ressecados e pouco atraentes.

SINAL AMARELO : pastéis e batatas fritas congeladas
Parece que foram feitos em forno convencional, mas não ficam ruins. Pastéis com recheios gordurosos ou cremosos se saem melhor. As batatas devem entrar congeladas no aparelho ou ficarão secas.

Pastéis de queijo: textura de assados
Edu Cesar/Fotoarena
Pastéis de queijo: textura de assados
SINAL VERDE : alimentos industralizados, frango à passarinho, torradas, e tortinhas que podem ir ao forno, como quiches
Petiscos prontos, congelados, se saem bem. Provavelmente porque têm maior quantidade de gordura no preparo, o que ajuda a manter a umidade do alimento. A fritadeira é capaz de assar massas e fazer torradas bem rápido, e fica aquecida em apenas 3 minutos.

Veredicto
As frituras deixam bastante a desejar. Os assados até funcionam, contanto que a fome seja pouca. A Airfryer pode ser opção para quem mora sozinho, não tem prática com o fogão ou não quer fazer sujeira. E para que, além disso, tem um bocado de dinheiro sobrando.

Leia também: respostas para 25 dúvidas que todo cozinheiro doméstico tem

E mais: Cuidados que fazem a diferença na cozinha

Aprenda a fazer: receitas de liquidificador

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.