Tamanho do texto

Veja dicas para fazer em casa o docinho que pode ser vendido por até três vezes o preço que custou

Bombom trufado, trufas com cacau em pó e pistache passo a passo
Bruno Zanardo/Fotoarena
Bombom trufado, trufas com cacau em pó e pistache passo a passo
Tudo bem que perfeição não existe. Mas tem coisa que chega bem perto. Roupa em liquidação, e-mail de amigo, feriado no meio da semana. E, como a gente só pensa em comer, trufa de chocolate. O iG Comida visitou a escola CEG , centro especializado em gastronomia, em São Paulo, e aprendeu a receita.

VEJA AQUI O PASSO A PASSO DAS TRUFAS E DO BOMBOM TRUFADO

As bolinhas de ganache de chocolate firme, na versão tradicional cobertas de cacau em pó, imitam mesmo uma trufa -- fungo subterrâneo raro (e caro!) . Sorte do confeiteiro, que não vai ter problemas se não conseguir fazer doces redondinhos. Aqui, a imperfeição é parte da brincadeira. "Como as trufas são encontradas debaixo da terra, a aparência tem que ser disforme, rústica", diz Michel Khodair, professor e coordenador da CEG. Os contornos incertos podem ainda ser acentuados com pistache quebradinho, lascas de coco, castanhas.

Entenda: o que são as trufas

Michel Kodhair é coordenador da escola CEG
Bruno Zanardo/Fotoarena
Michel Kodhair é coordenador da escola CEG
O sabor também pode variar. Bebidas alcoólicas, essências, sucos de fruta. Pode tudo na receita, contanto que se respeite algumas regrinhas. “Os ingredientes extras nunca podem ter mais do que 15% do peso total da receita, e devem sempre ser acrescentados no líquido do preparo”, diz o chef. Assim, quem quiser fazer trufas coloridas, é só usar chocolate branco e dissolver o corante alimentício no creme de leite, que deve ser, obrigatoriamente, fresco. Cafés solúveis e chás devem ser dissolvidos no produto aquecido, uísque, licor e tais, idem.

Veja também: 20 bolos de chocolate

Para fazer essa doçura, o chocolate pode ser meio amargo, ao leite ou outros, desde que de boa qualidade. O único cuidado é nunca encostar a vasilha do banho-maria na água quente para não aquecer demais. “Calor é o grande inimigo do chocolate”, diz Michel. O branco, principalmente, pode queimar e, quando isso acontece, não tem salvação. “É bom até tirar ele do fogo, em alguns momentos, durante o processo.”

CURTA O IG COMIDA NO FACEBOOK E SIGA NO TWITTER

A massa de trufa dura até duas semanas na geladeira, mas só dever ser finalizada na hora de consumir ou vender. “Depois disso, ela até continua gostosa, mas não terá a mesma aparência.” Agora, se for para consumo próprio, a validade é mais longa. “Aí, pode comer até criar pelo!”

As mesmas regras valem para o bombom trufado, que nada mais é do que trufas banhadas em chocolate. A boa notícia é que ambos podem ser vendidos até 300% mais caro do que o preço de custo. Isso quer dizer também que fazer essas delícias em casa é três vezes mais barato do que comprá-las na loja chique, na padaria, na banca de jornal. Convencidos? Então, mãos à obra!

FAÇA TAMBÉM: BRIGADEIRO COM RECHEIO DE BOLO DE CENOURA

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.