Tamanho do texto

Restaurante em Santiago de Compostela serve receitas que atestam a boa fama da Galícia. E quem decide o valor da conta é o cliente

O Abastos 2.0, restaurante que é a grande novidade da Galícia gastronômica, não tem geladeira. Mas essa não é a única particularidade do espaço de apenas 26 metros quadrados, ganhador do prêmio de modelo de negócio mais criativo na última edição do Madrid Fusión, em janeiro deste ano. Os proprietários da casa, Marcos Cerqueiro e Iago Pazos, inventaram um sistema onde, em determinado período do dia, o cliente decide quando pode (e quer) pagar por um menu degustação.

Funciona assim: ao fazer uma reserva pelo telefone, que funciona 24 horas, ou pela internet -- o 2.0 do nome do estabelecimento é uma referência à rede, também conectada o tempo todo --, você diz o que quer comer, quais as suas restrições alimentares, se é a primeira vez que vai ao restaurante e, o mais importante, quanto quer pagar. Durante a semana, o valor mínimo é de 18 euros. No fim de semana e à noite, sobe para 30 euros, sempre com harmonização de vinhos incluída. Com essas informações, eles montam um cardápio personalizado com o que encontrarem de disponível no dia.

Marcos (de branco) e Iago, os dois ex-colegas da escola de hotelaria à frente do Abastos 2.0
Divulgação/Ramon Escuredo
Marcos (de branco) e Iago, os dois ex-colegas da escola de hotelaria à frente do Abastos 2.0
O menu é feito para um número máximo de 12 pessoas, que compartilham a única mesa, estreita e com bancos altos, e servido a partir das 15h, para almoço, e das 22h, no serviço da noite. Nos horários regulares, as janelas do restaurante se abrem e restaurante vira um concorrido bar de tapas, que eles chamam de “cociña miúda”.

O clima, bastante informal, é reforçado pela simpatia de Iago. O “taberneiro” zanza pelo salão com ar descontraído, mas sem descuido. Seu sócio, o homem das panelas, cujo currículo é abrilhantado pela passagem no Casa Marcelo, restaurante mais importante de Santiago, também é atento à apresentação dos pratos.

Desde a inauguração da “barraca de praia no asfalto”, em 31 de dezembro de 2009, eles fazem, pessoalmente, as compras da casa. Todas as manhãs, passeiam pelo mercado em busca de suprimentos (em espanhol, “abastos”) frescos e levam apenas o que será usado no dia. Na cesta só entram produtos galegos: carne de vaca, verduras, frutas e mariscos -- a Galícia, no noroeste do país, é a maior produtora de frutos do mar da Espanha. O Abastos 2.0 é uma excelente opção na cidade de ótimos ingredientes, mas com um excesso de restaurantes pega-turista.

Test drive

Nossa reportagem esteve no Abastos 2.0, no último sábado, e encomendou o menu de 40 euros. Dos nove pratos servidos, o de apresentação mais interessante foi o temaki de salmão marinado, montado na própria mesa. No quesito sabor, a versão moderna do típico caldo galego (de batatas, couve e toucinho), com textura de musse, foi o campeão. Mariscos, merluza, carne e duas sobremesas, uma de frutas e um petit gâteau de puro cacau, completaram a farra gastronômica. Quem optou pelo cardápio de 50 euros, comeu salmonete em vez de merluza, ganhou um pedaço de carne mais gordo e creme de baunilha como sobremesa extra.

Abastos 2.0
Rúa das Ameas, Casetas 13-18, Praça de Abastos, Santiago de Compostela, tels. + 34 981 576 145 e + 34 645 053 470 (atendimento 24 horas)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.