Tamanho do texto

Fevereiro é tempo de carambola, jaca, goiaba, maçã, pera, figo... Elas estão mais frescas e gostosas

Quando os termômetros passam dos 30 graus - situação tão comum na maior parte do país no verão -, nosso radar costuma sintonizar os alimentos refrescantes, sobretudo as frutas mais leves e suculentas. Isso se reflete na fruteira e na geladeira de casa e, por razões óbvias, no mercado. “No verão, o consumidor está mais a fim de comprar frutas, o que é excelente, pois elas repõem água, sais minerais e vitaminas”, diz Maurício Ferraz, gerente do Ibraf (Instituto Brasileiro de Frutas).

Os dados do Ibraf mostram um aumento natural e significativo no consumo de frutas durante verão, sobretudo nas localidades em que o inverno é mais rigoroso.

No Brasil, afirmam os especialistas e a experiência comprova, não existe estação muito fria nos estados acima de Minas Gerais, então nesses locais não há grandes oscilações. Já no Sul e no Sudeste, o consumo de frutas frescas aumenta bastante. "Por isso, nos dias mais quentes, o crescimento varia entre 30% e 35%”, calcula Moacyr Saraiva Fernandes, presidente do Ibraf.

E é verdade que o verão é o período mais fértil, quando as frutas estão mais doces? Não necessariamente. Há frutas boas e frescas em quantidade em todas as estações. "É um mito, já que tudo depende do período de safra", explica Ferraz. "No inverno também temos produtos muito saborosos, característicos dessa época do ano.” O ideal, portanto, é preferir as frutas da estação . “A vantagem é encontrar o produto em seu melhor estágio de maturação, quando atingem as melhores características de cor e sabor.” Os preços também são mais convidativos, já que a oferta aumenta.

Uma consulta ao infográfico de produtos da estação do iG Comida mostra que as estrelas de fevereiro são:

- Abacate
- Ameixa estrangeira
- Amêndoa
- Carambola
- Coco verde
- Figo
- Fruta do conde (pinha)
- Goiaba
- Jaca
- Laranja pera
- Maçã nacional
- Maçã nacional gala
- Pera nacional
- Pêssego estrangeiro
- Seriguela
- Uva Itália
- Uva rubi

Com a lista em mãos, pedimos para quatro chefs indicarem sobremesas com as frutas da vez. Confira abaixo as receitas de:

- Pain perdu (uma espécie de rabanada) com compota de pera. A receita é do Ici Bistrô, em São Paulo
- Doce de jaca em calda. A receita é do restaurante Mocotó. em São Paulo
- Tarte tatin (torta de mação). A receita é do Le French Bazar, em São Paulo
- Compota de carambola. A receita é do restaurante Xapuri, em Belo Horizonte

Pain perdu com compota de pera do restaurante Ici Bistrô, em São Paulo
Divulgação
Pain perdu com compota de pera do restaurante Ici Bistrô, em São Paulo

Pain Perdu com compota de pera
Receita do chef Benny Novak, do restaurante Ici Bistrô , em São Paulo

Ingredientes

Rabanada
250ml de leite
120g de açúcar
2 ovos
30g de manteiga sem sal
1 colher de sopa de essência de baunilha
4 pedaços de pão de campagna ou brioche em fatias de 1,5 cm

Compota
50ml de poire william (licor de pera)
3 peras sem casca cortadas em pedaços grandes
2 colheres de sopa de manteiga sem sal
3 colheres de sopa de açúcar

Modo de preparo

Rabanada
Misture os ovos e o açúcar e bata até dissolver bem o açúcar, misture o leite e a baunilha. Coloque as fatias de pão dentro do leite e deixe por 30 segundos de cada lado. Em uma frigideira antiaderente, derreta a manteiga e coloque as fatias de pão. Deixe dourar dos dois lados.

Compota
Derreta a manteiga e junte o açúcar. Cozinhe em fogo baixo até obter um caramelo claro. Coloque as peras em cubos e cozinhe por cinco minutos. Cubra com papel manteiga e deixe cozinhar por mais 10 minutos, até as peras ficarem macias. Tire do fogo e, com a ajuda de um mixer de mão, bata levemente junto com o licor. Deixe esfriar.

Finalização
Polvilhe açúcar cristal e sirva com a compota

Doce de jaca em calda preparado pelo chef Rodrigo Oliveira, do restaurante Mocotó, em São Paulo
Divulgação
Doce de jaca em calda preparado pelo chef Rodrigo Oliveira, do restaurante Mocotó, em São Paulo

Doce de jaca em calda
Receita do chef Rodrigo Oliveira, do restaurante Mocotó , em São Paulo
Rendimento: 15 porções

Ingredientes
1kg de jaca limpa (sem sementes e sem membranas)
250g de açúcar
250g de rapadura batida (branca)
500ml de água
Casca de 1 laranja madura
02 unidades de semente de umburana

Modo de fazer
Faça uma calda com o açúcar, a rapadura e a água. Em seguida, junte a jaca e cozinhe até ter o ponto de fio leve. Desligue o fogo, junte a casca de laranja e a umburana e deixe esfriar. Dica: sirva com queijo de coalho dourado na manteiga de garrafa.

Sobremesa francesa: tarte tatin do restaurante Le French Bazar, em São Paulo
Divulgação
Sobremesa francesa: tarte tatin do restaurante Le French Bazar, em São Paulo

Tarte tatin
Receita do restaurante
Le French Bazar , em São Paulo
Rendimento: 6 porções

Ingredientes

Massa
200g de farinha de trigo
100g de manteiga gelada
25g de açúcar refinado
1 pitada de sal
1 a 3 colheres de sopa de água gelada

Recheio
6 maçãs-verdes
1/2 limão
120 g de manteiga
320 g de açúcar refinado
40ml de licor Contreau

Modo de preparo

Massa
Numa tigela, coloque a farinha e a manteiga que deve estar cortada em pedaços e misture com as mãos, formando uma farofa. Em seguida, acrescente o açúcar e o sal  e continue misturando com as mãos. Vá colocando uma colherada de água gelada por vez, aos poucos, conforme a necessidade. Vá verificando o ponto da massa. Ela deverá ficar lisa e homogênea e não muito grudenta. Faça uma bola e embrulhe a massa com filme. Leve à geladeira por 2 horas.

Recheio
Descasque as maçãs e corte na vertical, em 4 partes. Em seguida, regue com o suco de meio limão para não deixar escurecer. Numa panela, coloque o açúcar, a manteiga e leve ao fogo médio até a mistura escurecer um pouco. Baixe o fogo e coloque as maçãs. Adicione o licor Cointreau e deixe cozinhar por cerca de 10 minutos ou até que as maçãs estejam macias. Desligue o fogo.

Montagem
Preaqueça o forno a 150 graus (temperatura baixa).

Numa fôrma redonda coloque um pouco da calda formada na panela e em seguida distribua as maçãs por toda a forma. A seguir, coloque por cima das maçãs o restante da calda que ficou na panela.

Retire a massa da geladeira. Com o auxílio de um rolo abra a massa com uma espessura fina (cerca de 3mm). Com cuidado, coloque a massa sobre as maçãs e corte os excessos com uma faca. Com a ajuda de um garfo, force as bordas da massa para baixo (lembre-se de que a torta será virada depois de assada).

Leve a torta ao forno preaquecido e deixe assar por 25 minutos ou até que a massa fique dourada. Retire do forno e deixe esfriar um pouco. Para desenformar a torta, coloque um prato sobre a fôrma, segure bem e vire de uma vez. Você pode servir com creme inglês ou sorvete de baunilha.

Dona Nelsa prepara compota de carambola no restaurante Xapuri, em Belo Horizonte
Divulgação
Dona Nelsa prepara compota de carambola no restaurante Xapuri, em Belo Horizonte


Compota de carambola
Receita da chef Nelsa Trombino, do restaurante Xapuri , em Belo Horizonte

Ingredientes
1,5kg de carambola
1kg de açúcar
1 litro de água

Modo de preparo
Lave bem a carambola, tire as pontas queimadas e corte (as fatias ficam com forma de estrela). Ferva a carambola por 30 minutos e escorra a água. Faça uma calda com a água e o açúcar em um tacho, acrescente a carambola e deixe no fogo até dar ponto.

Serviço
Ici Bistrô
Rua Pará, 36, Higienópolis, São Paulo, tel. (11) 3257-4064

Mocotó
Avenida Nossa Senhora do Loreto, 1100, Vila Medeiros, São Paulo, tel. (11) 2951-3056

Le French Bazar

Rua Fradique Coutinho, 179, Pinheiros, São Paulo, tel. (11) 278-0504

Xapuri

Rua Mandacaru, 260, Braúnas/Pampulha, Belo Horizonte, tel. (31) 3496-6198

    Leia tudo sobre: receitas
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.