Prazer que borbulha: 10 perguntas sobre espumantes

É inevitável. Pensou em festa, pensou nas bolhinhas do espumante. No réveillon, no casamento, nos fechamentos de grandes negócios ele sempre está presente. Fizemos 10 perguntas para um especialista, para saber um pouco mais sobre esta bebida que, no reino de Baco, é o símbolo máximo do prazer

Alessandra Siedschlag e Ana Paula Xavier |

Getty Images

1. Qual a diferença entre champanhe, espumante e prosecco?
Em geral você pode classificar o vinho em tranquilo e espumante. O espumante passa por uma segunda fermentação. O champanhe, que é um espumante, segue algumas regras rígidas para possuir essa denominação, entre elas, ser produzido na região de Champagne, na França, a partir de apenas três tipos de uva: pinot noir, pinot meunier e/ou chardonnay. Já o prosecco é feito com a uva italiana de mesmo nome. No Brasil não existe uma denominação específica, por isso chamamos de espumantes.

2. Por que o sucesso os espumantes fazem tanto sucesso no Brasil?
Nossas vinícolas estão produzindo excelentes vinhos ultimamente. Somos um país tropical, propício para uma taça gelada... e somos festeiros. Não existe uma bebida melhor para comemorar o que quer que seja.

3. Os espumantes são caros?
Por quanto mais regras o vinho tiver de passar, mais caro ele fica. Porém, preço nem sempre é sinal de qualidade.

4. Os espumantes devem ser bebidos jovens ou, como os vinhos, quanto mais envelhecidos, melhor?
Devem ser bebidos jovens. Os vinhos que têm sua segunda fermentação dentro da garrafa (método champanoise) depois de um ano já podem ser bebidos. O que existem são safras melhores do que outras; assim, um espumante mais velho pode ser melhor do que um mais jovem e vice-versa.

5. Existem espumantes brancos, tintos e rosés?
Sim. Os rosés estão super na moda, inclusive no Brasil.

6. Qual a temperatura correta para se beber um espumante?
A regra diz que por volta dos sete graus, mas trata-se mais de uma escolha pessoal. Talvez na Europa, nos países mais frios, a regra funcione bem. No Brasil, a preferência é por mais gelado.

7. Que pratos são perfeitos para ser acompanhados por um espumante?
Praticamente todos, de manhã, à tarde ou à noite. O espumante mais doce é mais indicado para sobremesas, porém.

8. Deve-se agitar a garrafa antes de abrir o champanhe?
A não ser que sua intenção seja fazer guerra entre amigos, é um tremendo desperdício. As borbulhas são as almas do espumante. Quanto mais delicada for sua abertura, melhor será sua apreciação.

9. Onde eu posso tomar um bom espumante?
Bons restaurantes e bares possuem cartas ótimas.

10. Uma indicação de três boas marcas brasileiras e estrangeiras?
Nacionais: Salton, Chandon, Marson. Estrangeiras: Gosset e os Pop, Veuve Clicquot e Moet Chandon.


Consultoria: Fernando Autran de Figueiredo, da Champanheria www.champanheria.com - (11) 3082.1209


Leia mais sobre: espumantes

    Leia tudo sobre: bebidaschampagneespumantes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG