Tamanho do texto

Ora, todo cozinheiro amador acaba vacilando em algum momento ao fazer suas receitas. Então, nós damos as dicas para sanar pelo menos alguns desses errinhos clássicos

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=comida%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237535044541&_c_=MiGComponente_C

Acordo Ortográfico

Muita gente aprendeu a cozinhar vendo mães e avós trabalhando entre utensílios e ingredientes. Muitas vezes, segredos ótimos inventados por essas mestras da culinária caseira vêm incrivelmente a calhar; outras vezes, são erros comuns que também passam assim, de geração para geração.



Abaixo, está o jogo dos sete erros dos vacilos culinários. Veja o que você anda fazendo de bobagem (sem querer ou porque aprendeu errado) ¿ e como fazer de outra maneira, o que pode melhorar o sabor dos alimentos e até a sua saúde. Quem dá as dicas é a chef e produtora culinária Fabiana Badra.



1. Cozinhar demais os legumes
Isso faz com que os nutrientes vão embora, além de deixar os legumes sem a textura característica e com visual ruim, pois eles perdem muito de sua cor.

Modo correto: cozinhar os legumes no vapor ou na água já fervente, por pouco tempo (até ficarem al dente; teste espetando um garfo, que deverá perfurar o alimento com uma certa resistência). Então é bom mergulhar imediatamente os legumes em uma bacia com água gelada por alguns minutos, para cessar o cozimento (a cor reaviva e mantém-se a textura). Esse é o chamado choque térmico.

2. Fritar o filé virando muitas vezes
Virar a carne ou frango na frigideira muitas vezes a deixa mais seca e mais dura.

Modo correto: o ideal é virar somente uma vez o filé. Frite primeiro de um lado, até o ponto desejado, e vire ¿ sem furar com o garfo ou espremer a carne com a espátula, para que ela não perca líquidos e mantenha-se macia.


3. Abrir a porta do forno
Se a receita for de bolo ou suflê, será um desastre, pois a receita provavelmente perderá altura e consistência.

Modo correto: o ideal é acender a luz do forno e checar a evolução do cozimento com a porta fechada. Mas, se isto não for possível, no caso dos bolos é bom aguardar pelo menos os 20 minutos para só então abrir rapidamente a porta (com as portas da cozinha ou de corredores fechadas para não criar corrente de vento) e abaixar a temperatura do forno. Para o suflê, vale o mesmo modo.

4. Refogar demais cebola e alho
Deixará a receita com gosto amargo e a digestão, depois de saborear o prato, mais pesada.

Modo correto: deve-se refogar sempre em fogo baixo, mexendo de vez em quando até o alimento murchar ou começar a dourar ligeiramente. No caso da receita pedir uma cebola bem dourada, é preciso ter paciência, pois isso levará em média 20 minutos para que ela fique bem douradinha, sem queimar.

5. Lavar a carne antes de cozinhar
Passar pela água corrente ainda é aceitável ¿ principalmente quando a carne é de proveniência duvidosa. Mas deixar de molho, como algumas pessoas fazem, é inaceitável. Essa operação retira todos as vitaminas da carne.

Modo correto: é preciso deixar a peça descongelar de um dia para o outro na geladeira, ou então retirá-la do pacote e, se necessário, enxugar com papel-toalha para retirar resíduos.

6. Liquidificar a sopa das crianças
Deixar pedaços de legumes e de carnes na sopa é muito mais saudável. Além de eles darem uma aparência mais apetitosa, conferem textura à sopa. Quando a receita é de uma sopa-creme, tudo bem bater no liquidificador ¿ mas quando for uma sopa com pedaços, melhor não. Assim, as crianças aprendem a saborear o real sabor dos alimentos desde cedo.

Modo correto: corte os legumes e carnes em tamanhos iguais, e entre médio e pequeno. Cozinhe até ficar al dente e, na hora de servir, coloque ervas frescas picadas, como salsinha e cebolinha para dar um toque de sabor.

7. Usar caldo pronto
No geral, todas as preparações feitas dessa forma ficam com o mesmo gosto, principalmente porque os caldos industrializados contêm uma quantidade excessiva de sal, gorduras e condimentos.

Modo correto: nada mais saudável e prático do que preparar caldos caseiros e congelar em blocos. Para usar, basta descongelar numa panela e utilizar em risotos e sopas. O sabor muda totalmente ¿ e fica muito, muito melhor.


Leia mais sobre: alimentos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.