Tamanho do texto

Dificilmente, ao longo da vida, uma pessoa não irá ingerir algum tipo de açúcar, pois além de muito comum no cotidiano, também é importante na alimentação

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=comida%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237535049488&_c_=MiGComponente_C

Quimicamente falando, açúcar é um grupo de carboidratos solúveis em água, tais como: sacarose, maltose, lactose, frutose, glicose, etc. É facilmente encontrado em forma de balas, chicletes, doces, chocolates ou frutas. Camufla-se sob diversas formas e quantidades.


Para desvendar alguns dos mistérios que rondam essa coisinha branquinha, gostosinha e, algumas vezes, prejudicial, falamos com a nutricionista Vivian Salazar, nutricionista responsável pelo grupo de re-educação alimentar Peso Ideal - Sistema de Re-educação Alimentar com Apoio Psicológico ¿ para sanar essas dúvidas de uma vez por todas.

- Deve-se ingerir açúcar de absorção rápida antes de treinar. Mito. Antes da prática da atividade física, o ideal é fazer a refeição com no mínimo uma hora de antecedência. Ingerir alimentos com alto índice glicêmico (rápida absorção pelo sangue) pode causar uma hipoglicemia de rebote. Ou seja, tão logo o açúcar entra, já é retirado das células, causando uma queda abrupta da glicemia sanguínea. Após a prática da atividade física, esse tipo de alimento é o mais indicado para repor rapidamente a energia gasta durante a atividade. 

- A ingestão excessiva de açúcar causa diabetes
Mito.
Ninguém tem absoluta certeza do que causa o diabetes, mas sabe-se o que não causa. O diabetes tipo I é causado por uma disfunção do organismo na produção de insulina, hormônio que controla a entrada de açúcar nas células. Já o diabetes tipo 2, não está diretamente ligado à ingestão de açúcar, na maioria das vezes associado à obesidade. Portanto, em ambos os casos faz-se o controle da quantidade de açúcar para facilitar, ao invés de sobrecarregar, o trabalho do organismo a fim de não causar problemas mais sérios.

- Numa dieta de redução de peso deve-se cortar todo o açúcar
Depende. Na maioria das dietas, o açúcar deve ser controlado ao máximo. Geralmente, os alimentos que contém açúcar são ricos em calorias que prejudicam a redução de peso. Consumi-lo eventualmente não é problema, a questão é fazer o uso diário e em diversas preparações. A causa do excesso de peso não está no uso do açúcar, mas sim na associação com outros alimentos ricos em gorduras, como doces e sorvetes.

 - Açúcares refinados são um dos principais fatores de contribuição às doenças cardíacas e à elevação do nível de colesterol ruim
Verdade. O açúcar refinado (sacarose) é isento de propriedades nutricionais, porém é rico em calorias. Tem sido apontado por diversos estudiosos como maior responsável por cáries dentárias, obesidade, diabetes, doenças cardiovasculares, envelhecimento precoce, alergias, entre outros. 

 - Açúcar faz menos mal que o adoçante.
Depende. Nessa questão entra o bom senso e a quantidade a ser usada. O açúcar é desprovido de qualidades nutricionais, assim como o adoçante. No entanto, o açúcar possui maior quantidade de calorias. Muitas vezes substitui-se açúcar por adoçante para conferir o sabor adocicado com menos calorias, no entanto, nem todas as pessoas podem fazer uso do adoçante devido alguns componentes. O adoçante tem indicação específica e só deve ser utilizado se houver recomendação do médico ou nutricionista. 

 - Açúcar engorda menos que o mel.
Depende. O mel também é um tipo de açúcar. O que vai ter maior importância na escolha é a quantidade utilizada. 

 - Açúcar refinado, mascavo e orgânico: tudo igual
Mito. A diferença principal encontra-se na forma de produção. O açúcar refinado sofre diversos processos, perdendo nutrientes durante eles. O açúcar mascavo tem melhor qualidade nutricional em relação ao refinado, pois não passa pelo processo de refinamento e assim, apresenta vitaminas e minerais. Já o açúcar orgânico é fabricado a partir da cana de açúcar cultivada sem fertilizantes químicos ou agrotóxicos. Suas características nutricionais se assemelham as do açúcar mascavo. 

- Diabéticos não podem consumir açúcar sob hipótese alguma .
Mito. Muitos alimentos contêm algum tipo de açúcar, como as frutas. Não há como excluí-lo completamente da alimentação. O importante, para o diabético, é saber dosar a quantidade, o tipo de açúcar e fazer seu controle, seja por meio de contagem de carboidratos, contagem de carga glicêmica ou hipoglicemiante orais. 

- O açúcar está presente somente em doces, bolachas e sorvetes
Mito. O açúcar está presente em diversos alimentos, porém temos costume de atribuir a sua presença apenas nos alimentos de sabor doce. Esquecemos que existem outros tipos de açúcar além refinado ou açúcar de mesa. Um caso típico é a frutose, um tipo de açúcar presente nas frutas.


Leia mais sobre: açúcar