Tamanho do texto

Ele é um eletrodoméstico, mas muitos também podiam chamá-lo de ¿salva-vidas da cozinha¿. O micro-ondas foi inventado em meados do século passado, durante pesquisas militares com radares para a Segunda Guerra Mundial. Naquele tempo, os cientistas só queriam detectar aviões e navios à longa distância ¿ mas acabaram por atingir, por tabela, o objetivo maior de facilitar e agilizar o preparo de refeições. Só que mesmo seis décadas depois, muitos ainda têm dúvidas sobre a ação e o funcionamento desse solidário aparelho

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=comida%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237535042702&_c_=MiGComponente_C

Acordo Ortográfico

Para ajudar na missão de desvendar os segredos ainda persistentes do micro-ondas, convidamos a especialista em culinária e em técnicas de micro-ondas Evelin Duarte . Abaixo, ela explica algumas questões a respeito do assunto. Fique por dentro (enquanto seu prato favorito é preparado lá no micro-ondas, quem sabe...).



O micro-ondas pode roubar propriedades nutricionais dos alimentos?
Não, o micro-ondas não rouba propriedade nutricional alguma dos alimentos. Pelo contrário, ele ajuda a manter os nutrientes. O cozimento é muito rápido, e esse é um fator muito importante para que nada se dissipe. Se falarmos em termos de legumes e vegetais, o micro-ondas é perfeito ¿ pois cada 500 g de vegetais precisa apenas de 1/4 xícara de água e ser tampado. Daí se concluí que realmente nada se perde, pois não se joga a água do cozimento fora.

É possível deixar todas receitas crocantes, como feitas no forno, quando usamos o aparelho?
O micro-ondas não assa, apenas cozinha. Então não se fala em alimentos crocantes como no forno convencional. Porém, ganhamos em tempo, qualidade nutricional e praticidade.

Os alimentos perdem em sabor se preparados nele? Por quê?
Os alimentos jamais perdem o sabor quando preparados no micro-ondas. O que fica diferente é a textura para alguns tipos de alimentos, pois, como já foi comentado, o micro-ondas não assa, apenas cozinha. E importante: nunca se deve temperar um alimento de modo diferente quando for cozinhar no micro-ondas. Assim, o sabor será sempre o desejado.

O cozimento no micro-ondas acontece por igual? Há algum truque para fazer esse cozimento perfeito?
O cozimento no micro-ondas ocorre por igual se o alimento nele colocado for homogêneo. Por exemplo: alimentos picados cozinham mais rápido do que alimentos muito grandes. Então, é preciso colocar aproximadamente todos os alimentos com o mesmo tamanho, sejam pedaços de frango, legumes, bifes, etc..

Existe algum alimento que não fica bom quando feito no micro-ondas?
Existem alimentos que não devem ser feitos no micro-ondas, como por exemplo feijão ou ainda carnes com muitas fibras. O aparelho visa a praticidade e rapidez. Assim, cozinhar feijão ou carnes duras torna muito demorado o cozimento. Também não ficam bom pães feitos em micro-ondas (o fermento tem péssima atuação sobre o efeito das micro-ondas). E alguns alimentos não ficam bons quando aquecidos no micro-ondas também, como por exemplo o pão francês e a massa podre (tipo massa de empadinha).



Muitos ainda insistem naqueles mitos sobre usar demais o micro-ondas e, assim, desenvolver certos problemas de saúde? Isso, de alguma forma, é real?
Esse comentário não tem fundamento algum. O micro-ondas foi desenvolvido por volta dos anos 1950. Em quase 60 anos de uso, nunca houve nenhum relato sobre qualquer dano à saúde. Ele pode ser usado continuamente sem que isso represente algum perigo. As ondas de micro-ondas são ondas semelhantes às ondas de rádio e telefone.


Leia mais sobre: Micro-ondas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.