Tamanho do texto

Em mesas sofisticadas, na rua ou em prateleiras de supermercados, só dá milho. Confira reportagens sobre o tema e aprenda receitas

O milho aparece em mesas simples, sofisticadas e na receita de diversos produtos industrializados
Getty Images
O milho aparece em mesas simples, sofisticadas e na receita de diversos produtos industrializados
"O milho é o ingrediente mais versátil da culinária brasileira". A frase de Ana Rita Suassuna, autora do livro Gastronomia Sertaneja (editora Melhoramentos ), dita sábado passado, no evento Paladar Cozinha do Brasil , parece ter sido soprada no ouvido de chefs e comerciantes. Cada vez mais, o milho ganha força em mesas sofisticadas, se reafirma nas mais simples e pinta no mercado perfumando e colorindo produtos.

Para Roberta Sudbrack , do restaurante carioca que leva seu nome, o milho tem potencial para vôos impensados. A chef, que já decifrou as nuanças de ingredientes como quiabo, banana e maxixe, este ano escolheu o produto de grãos amarelos e adocicados para aprofundar suas pesquisas culinárias. Em sua bancada de trabalho, ele vira bolachas finíssimas cobertas por semente de figo e foie gras ralado; acompanhamento para peixe e porco; e até suas barbas, geralmente desprezadas, são servidas com lâminas de atum e brotos de legumes.

Sopa de farinha de milho e ovo em praliné de farinha de milho são receitas de Roberta Sudbrack
Divulgação
Sopa de farinha de milho e ovo em praliné de farinha de milho são receitas de Roberta Sudbrack
Em São Paulo não é diferente. Mara Salles, do Tordesilhas , só deixa curau e polenta de lado se for para acompanhar algum prato. Alex Atala, do D.O.M. e do Dalva e Dito , destaca a canjiquinha, variedade desse ingrediente, como produto emblemático da região Sudeste do Brasil. Até o francês Julien Mercier, que comanda a cozinha do Caesar Park Faria Lima , usa farinha de milho para fazer a casquinha do cassoulet, receita de seu País natal (na original, a crosta é feita com farinha de rosca). Quem ensinou? Rodrigo Oliveira, do Mocotó , outro milho-maníaco.

A bala tem aroma, sabor e formato de milho
Divulgação
A bala tem aroma, sabor e formato de milho
E tem mais por aí. Na Liberdade, bairro de cultura oriental em São Paulo, por exemplo, as prateleiras dos mercados exibem balas de goma com sabor, aroma e formato de milho. As barraquinhas de rua espalhadas pela cidade vendem curau com canela e espigas debulhadas para transeuntes que não resistem ao aroma dos grãos amarelinhos. Isso sem falar no lendário caminhão que alardeia as famosas pamonhas de Piracicaba pelo País, mesmo (e muito provavelmente!) que não tenham sido feitas na localidade do interior paulista. As padarias e confeitarias exibem cupcakes, bolos e brigadeiros de milho verde nas bancadas e vitrines de vidro.

E olha que só estamos falando de Rio de Janeiro e São Paulo. Em Estados como Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco e tantos outros, o ingrediente segue fazendo sucesso nas culinárias tradicional e contemporânea.

Atento às tendências gastronômicas, o iG Comida selecionou uma porção de reportagens e receitas com o ingrediente da moda. Para você devorar e saber tudo sobre o produto simples e gostoso, que é a cara do Brasil.

Milho: coma até a espiga

Bolo de milho, comida de alma

Curau: um mingau que aquece a alma

O puro creme do milho verde

A broa é a estrela das quitandas

Pipoca moderna

Receita de pipoqueiro

Pipoca em casa

Cupcake de milho

Ovo caipira em praliné de farinha de milho da Roberta Sudbrack (foto)

    Leia tudo sobre: receitas
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.