Tamanho do texto

Conheça as propriedades, uso e curiosidades relacionadas a esta erva

Manjerona
Nome científico: Origanum majorana

Apresentação

Folhas frescas ou secas. 

Usos

Odor penetrante, com sabor quente e levemente picante. Condimenta carnes, sopas, ovos, molhos, pizzas e embutidos. Na forma seca, as folhas são picantes. Sua combinação com a páprica produz um agradável condimento. Fresca: utilizada na cozinha mediterrânea para aromatizar saladas, carnes, caça, vitela e tubérculos, e no preparo de molho de tomate, pizzas e sopas.

Também enriquece os pratos à base de peixe, ovos, cenoura e pepino. Na Grécia, a manjerona selvagem é usada nos pratos com carneiro. Seca: destina-se a preparos mais encorpados, como embutidos, ragus, batata, repolho e leguminosas. Use-a, se quiser, no lugar do tomilho ou do orégano.

Curiosidades

Na Antiguidade, a manjerona estava associada à deusa do amor, Afrodite. Até hoje, jovens misturam a erva aos seus buquês de noiva. Conta a lenda que Afrodite a teria usado para curar as feridas de Enéias. Batatas fritas ficam deliciosas temperadas com folhas de manjerona seca.

Nomes em outras línguas

Inglês: marjoran

Italiano: maggiorana

Francês: marjolaine