Tamanho do texto

Conheça alguns produtos capazes de dar um toque especial na sua cozinha do dia-a-dia

Em qualquer parte da vida, a rotina apaga a magia. Com o paladar não é diferente: os mesmos sabores, dia após dia, acabam por se tornar entediantes e tendem a perder a graça. A vantagem é que, quando se trata de cozinha, isso é fácil de se resolver: basta uma semente, uma fruta ou até uma flor para que a experiência de se descobrir um mundo novo através de um sabor encha de cores o nosso prato.

Escolhemos oito ingredientes exóticos para incrementar o seu cardápio, e testamos algumas receitas. Bom apetite!

1. KÜMMEL

Kümmel (pronuncia-se químel) é o nome alemão de uma planta chamada alcarávia, que tem sabor adocicado e um pouquinho picante. Muito usado na culinária alemã, o kümmel aromatiza queijos, patês e bolos. Você pode encontrar o produto em mercados municipais ou em bons sacolões. Mas preste atenção, muita gente vai tentar vender cominho em vez de kümmel ¿ e não é a mesma coisa. Aliás, nem parecido.

Receita: Quark (pasta alemã de ricota com kümmel)

- ricota

- 2 colheres (de chá) de kümmel

- 200 g de creme  de leite

- Schnitlauch (cebolinha miúda). Se não tiver, use cebolinha comum

- Sal a gosto

Misturar bem todos os ingredientes, formando um tipo de patê. Sugestão: servir com pão preto.



2. PINOLE

É uma semente muito usada nas cozinhas árabes e italiana. Eles se parecem com pequenos pinhõezinhos. É um complemento que colore vários pratos: quibe, esfirra, molho pesto. Uma ótima idéia também é usar o pinole salteado na frigideira, sobre saladas de folhas. Você encontra o pinole facilmente em casas de produtos árabes.



3. ÁGUA DE ROSAS

É a essência de pétalas de rosa, utilizada para aromatizar doces, bolos, pães etc. Pode ser encontrada em farmácias e drogarias e em casas de produtos árabes.

Receita: Arroz-doce com açafrão e água de rosas
(Serve 4 pessoas)

- 1 copo de arroz

- 8 copos de água

- 2 ½ copos de açúcar

- 2 colheres (de sopa) de amido de milho

- 50 ml de água de rosas

- 2 colheres de sopa de estames de açafrão

- 1 colher (de chá) de cúrcuma

- groselhas secas (ou outra fruta seca de sua preferência)

- pinhões

- raspa de casca de laranja

Coloque o açafrão na água de rosas por duas horas. Lave as groselhas e coloque-as de molho na água morna para que amoleçam. Dissolva o amido de milho em meio copo de água morna. Lave o arroz e coloque-o num tacho. Adicione o restante da água (seis copos) e cozinhe o arroz até ficar mole. Adicione o amido de milho dissolvido na água, o açúcar, o açafrão na água de rosas e a cúrcuma. Mexa sempre com uma colher de madeira até levantar fervura. A consistência deverá ser relativamente espessa, semelhante a creme de leite. Retire do fogo e deixe esfriar. Coloque em taças individuais e decore com pinhões, groselhas e raspa de casca de laranja. Coloque na geladeira por cerca de uma hora antes de servir.



4. PIMENTA-ROSA

Nativa do Brasil, a pimenta-rosa é fruto da aroeira vermelha. Os grãos de pimenta-rosa devem ser usados com parcimônia, pois o aroma é menos delicado que as pimentas do reino. Apesar disso, não são ardidos, e sua linda cor enriquecerá a apresentação de qualquer prato, doce ou salgado. É encontrada em sacolões, mercados municipais ou em bons supermercados.

Receita: Geléia de tomate com pimenta-rosa

- 1 kg de tomates maduros

- ½ kg de açúcar

- Caldo de ½ limão

- Cravo

- Pimenta-rosa

Pique os tomates e leve ao fogo com o açúcar, o cravo e a pimenta-rosa. Mexa de vez em quando para não grudar na panela, até dar o ponto de geléia. Acrescente o suco de limão. Sugestão: além de obviamente servir como doce para acompanhar pães, torradas, queijos etc., esta geléia acompanha muito bem carnes e defumados ¿ experimente num beirute de rosbife.



5. QUINUA

Quinua é uma planta da família do espinafre, originária da região dos Andes, utilizada pelos incas antes da chegada dos colonizadores. Ótima fonte de proteínas, carboidratos de baixo índice glicêmico, gordura saudável, vitamina e minerais. Pode ser usado em saladas e risotos. É encontrada na seção de naturais em bons supermercados, ou em lojas de produtos naturais.

Receita: Tabule de quinua

- 2 xícaras (de chá) de quinua cozida e fria

- Tomatinhos-cereja (quanto quiser)

- ½ xícara (de chá) de hortelã

- 1/2 cebola média picadinha

- 4 colheres (de sopa) de azeite de oliva

- 2 colheres (de sopa) de suco de limão

- Sal e mostarda a gosto

Coloque no fundo de uma tigela o azeite, o limão, um pouquinho de mostarda, o sal. Misture os outros ingredientes. Sirva frio. Sugestão: comer com pão do tipo pita.



6. GARAM MASALA

Traduzido à risca: mistura quente. O garam masala é uma combinação de especiarias torradas (coentro, cominho, pimenta-do-reino, gengibre seco, cardamomo, cravo, canela em pó, folhas de louro, tudo torrado e batido no liqüidificador ou processador até virar pó). Cada indiano tem a sua própria versão, e você pode inventar a sua com os ingredientes que preferir. Vai muito bem com legumes e verduras, sopas, carne e frango.


7. NAMPLA

Molho de peixe fermentado, de forte aroma. É resultante do cozimento de anchovas e temperos diversos. O nampla é considerado o shoyo tailandês ¿ é usado em praticamente todos os pratos como tempero, mais precisamente como substituto do sal. É encontrado em lojas de produtos orientais.



8. MANGOSTIM

Dizem que a Rainha Vitória (1819-1901), da Inglaterra, considerou o mangostim a fruta mais saborosa do mundo, o que lhe valeu a alcunha de "rainha das frutas". De casca grossa e roxa, o mangostim (ou mangostão, como também ficou conhecido) veio da Ásia e
é cultivado e vendido em regiões tropicais, inclusive no Brasil. Encontrado em bons sacolões e supermercados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.