Tamanho do texto

Quatro receitas fáceis e deliciosas com sobras clássicas: arroz, feijão, frango, verdura... e até molho de bacalhau

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=comida%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237535030480&_c_=MiGComponente_C

Você certamente já passou por isso. Almoço de domingo, família toda em casa, você compra dois frangos assados na sua rotisserie favorita (sempre tem aqueles que só comem coxa) e, no dia seguinte, não sabe o que fazer com tanto peito de frango na geladeira. Ou então preparou um suculento bacalhau à portuguesa, com bastante azeite, e aquele molhinho delicioso ficou no fundo da travessa ¿ que pecado jogar fora! Saiba agora como reaproveitar ¿ de forma prática e muito gostosa ¿ essas inevitáveis sobrinhas da boa mesa.


Para fugir da fritura do bolinho...

Rocambole de arroz

3 ovos inteiros
1 xícara (de chá) de óleo
2 xícaras (de chá) de leite
2 xícaras (de chá) de arroz cozido
1/2 xícaras (de chá) queijo ralado
1 xícara (de chá) de farinha de trigo
1 colher (de chá) de fermento em pó
Sal a gosto


Bata tudo no liqüidificador. Coloque para assar em fôrma retangular, untada, por mais ou menos meia hora. Faça o teste: enfie um palito e, quando ele sair seco, está pronto. Retire do forno e vire a fôrma (ainda bem quente) sobre um pano de prato, de modo que a massa saia inteira no pano. Recheie com o que quiser: mussarela, presunto, verduras ¿ ou qualquer outra sobra de sua geladeira. Enrole a massa, com a ajuda do pano, em forma de rocambole. Deixe esfriar e bom apetite!



Diferente do escondidinho tradicional, este tem massa de batata!

Escondidinho da Dona Tutu

3 ovos inteiros
1 xícara (de chá) de óleo
1 xícara (de chá) de leite
1 xícara (de chá) de farinha de trigo 
2 colheres (de sopa) de queijo ralado
1 colher (de sopa) de fermento em pó
Sal a gosto

Bata tudo no liquidificador. Coloque metade da massa sobre uma fôrma untada. Sobre a massa, coloque o recheio que você quer reaproveitar: carne moída, frango desfiado, verdura ou o que sua imaginação (e sua geladeira) permitirem. Cubra o recheio com o restante da massa. Polvilhe com queijo ralado e coloque para assar até ficar dourada (cerca de meia hora no forno a 180 ºC). Desenforme e sirva.



Uma receita de vovó alemã, para comer com sopa:

Bolinhos de feijão da Tante Paula

Sobra de feijão
Farinha de mandioca
Azeite e cebola

Refogue o feijão com azeite e cebola. Quando estiver fervendo, coloque a farinha (como se estivesse fazendo um tutu) e mexa. Vai formar um tipo de tutu bem espesso. Deixe esfriar e, no dia seguinte, faça uns bolinhos e achate bem com as mãos, de modo a formar pequenos discos. Frite os disquinhos em um pouco de óleo e sirva, quentes, para acompanhar todo tipo de sopa.


Por que jogar fora o molho do bacalhau?

Bolinhos de batatalhau

Sobra de molho do bacalhau à portuguesa (com bastante azeite)
Batatas cozidas
1 ovo inteiro
2 colheres (de sopa) de farinha de trigo
Óleo para fritar

Esprema as batatas, como se fosse fazer um purê. Misture as batatas espremidas, o ovo e o molho. Leve ao fogo e deixe apurar. Desligue o fogo, misture a farinha, enrole em pequenos bolinhos e frite. Esse é o legítimo bolinho de batatalhau. Detalhe: a receita pode ser feita com outros molhos, como o molho da carne assada.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.