Tamanho do texto

Conhecer os diversos tipos de talheres e para que eles servem é o primeiro passo para um jantar formal menos assustador

Acordo Ortográfico

Não é de hoje que até o cinema se usa dos talheres para mostrar o nível de etiqueta das pessoas. Para dizer que o personagem é meio caipira, é sempre assim: colocam o tal em um jantar finíssimo onde ele não faz ideia de como usar aqueles garfos todos e as facas mais estranhas. Mas a verdade é que os talheres são diferentes entre si apenas para separar suas diversas funções. E aprender mais sobre isso não é necessariamente um sinal de educação imaculada, mas pode render um jantar menos traumático.

É bem simples, na realidade, diferenciar os modelos de talheres. Começando pelas colheres, que são as mais comuns: elas variam apenas de tamanho, podendo ser usadas para sopa, sobremesa, chá e café (da maior para a menor, nessa escala). Em uma mesa arrumada como manda a etiqueta, a colher de sopa estará mais afastada do prato , enquanto a de sobremesa ficará à frente, na perpendicular. As de chá e café serão trazidas apenas no final da refeição. E diferenciá-las, assim, fica fácil.

No caso dos garfos, é um pouquinho diferente. O garfo maior é o do prato principal ¿ usado para ajudar a apanhar uma porção de alimento, por exemplo. Garfos menores servem para a sobremesa , que é em geral mais delicada e fácil de pegar.

Mas existem dois garfos diferentes dos usuais, o de peixe e o de salada . Em mesas mais formais, o garfo de peixe tem um dente mais grosso que os outros , e isso serve para ajudar a separar possíveis espinhas do animal. O de salada, em geral, também é diferente, com os três dentes mais largos , para facilitar dobrar as folhas verdes.

Para as facas, também é tudo muito simples. A faca de mesa comum tem serra discreta , pois servirá somente para ajudar a colocar os alimentos sobre o garfo. Facas menores servem para sobremesa ou para manteiga (essa última, se houver, fica sobre um pratinho auxiliar). Para carnes , as facas são chamadas de churrasco e têm serra mais pronunciada , especial para corte.

A faca de peixe , por sua vez, é a mais inusitada em formato e corte. Ela não é muito afiada, apenas pontuda, porque serve apenas para ajudar o garfo a separar as espinhas.

Essas convenções sobre os talheres, seus formatos e funções são antigas: as primeiras menções a garfos, na História, foram feitas no século 10. É claro que, hoje, ninguém deixará de servir ou comer peixe porque não está com a faca correta. Mas conhecer melhor os instrumentos que nos levam a jantares deliciosos é, no mínimo, uma informação para saborear.

Veja galeria de fotos e aprenda a identificar os talheres


Leia mais sobre: talheres

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.