Tamanho do texto

Muita gente as considera apenas bonitinhas, uma boa decoração para a sobremesa. Mas as frutas vermelhas são, na verdade, gigantes nutritivos

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=comida%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237535077970&_c_=MiGComponente_C

A definição científica diz que as berries, o que chamamos por aqui de frutas vermelhas, são frutos cujo ovário amadureceu tornando o pericarpo comestível ¿ ou, para falar em bom português, são frutos nos quais as sementes se unem à casca externa formando uma pele fina e que se pode comer de uma vez, sem a presença de caroços grandes.

Os representantes principais dessa categoria de frutas são as amoras vermelhas e pretas, as framboesas, a groselha, o mirtilo e o famoso morango (além de uma enorme variedade de outras que não aparecem muito no Brasil, como a gooseberry, ou a cranberry). Na verdade, a categorização mais rigorosa as separa em berries e falsas berries ¿ mas aqui podemos colocar tudo no mesmo saco e falar de tudo o que essas frutinhas têm de bom e em comum.

Muito apreciadas em doces e geleias, as frutas vermelhas são excelentes fontes de nutrientes. São ricas em cálcio, fósforo, potássio e vitaminas A e C, para começar. Cada 100 gramas de morango, por exemplo, equivale a 70 gramas de vitamina C. A pigmentação vermelha ou arroxeada é a demonstração de que as berries têm propriedades antioxidantes (na verdade, são as que mais detêm essa propriedade entre as frutas) e combatem os radicais livres, além de ajudar na prevenção de problemas cardiovasculares, agir contra o envelhecimento e melhorar o sistema imunológico.

A maioria das pessoas só consome as frutas vermelhas como acompanhamento ou decoração de sobremesas mais sofisticadas. Nesses doces, elas costumam vir cozidas, transformadas em recheios, caldas ou geleias, como dito acima. É uma pena, pois a melhor forma de consumir qualquer berry é ao natural, já que elas perdem muitas propriedades durante o cozimento.

Preparar vitaminas de frutas vermelhas, por exemplo, é uma boa forma de aproveitar os nutrientes que elas têm ¿ e um suco com as berries, granola e bananas, por exemplo, fica simplesmente uma delícia.

Infelizmente, há dois contratempos quando se fala em consumir as frutas vermelhas. O primeiro é o preço ¿ pois, aqui no Brasil, ainda é pequeno o cultivo das berries, e isso acaba limitando o acesso da maioria das pessoas, que vão encontrá-las ao natural apenas em mercados mais sofisticados; o outro obstáculo são os defensivos agrícolas, muito presentes nessas frutas delicadas.

O melhor, assim, é sempre lavá-las muito bem depois da compra, deixando de molho por algumas horas. Mais fácil é encontrar as frutas vermelhas já congeladas e prontas para usar. Nesse caso, é só escolher uma receita criativa e aproveitar as propriedades nutritivas, o sabor único e o visual magnífico das frutinhas vermelhas.


Leia mais sobre: frutas vermelhas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.