Tamanho do texto

Pode apostar: é possível fazer as crianças se apaixonarem por frutas e sucos assim como por balas e refrigerantes

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=comida%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237535038232&_c_=MiGComponente_C

Acordo Ortográfico

Quando se fala em alimentação infantil, dois aspectos parecem colidir de frente: estabelecer uma rotina e sair dela sempre que possível. Explica-se: segundo especialistas em nutrição, é importantíssimo que as crianças sejam apresentadas a produtos saudáveis desde o primeiro pratinho de sopa. Oferecer frutas, legumes e verduras em todas as refeições cria uma rotina e, assim, torna-se mais fácil fazer com que o pequeno passe a gostar desses alimentos naturalmente. Por outro lado, as balas, picolés e chocolates industrializados surgirão com o tempo, isso é certo, lembra Sandra Ferreira, nutricionista especializada em crianças, de São Paulo. Sair então da programação normal e competir com esses fortes oponentes é o drible de mestre que pais e mães devem dar, diz ela.

As crianças precisam de uma rotina de alimentação assim como precisam de horário certo para ir dormir. Assim, colocar a sobremesa no cardápio é importante em todas as refeições para que eles aprendam a consumir os açúcares energéticos ¿ mas os naturais, logicamente, sempre serão melhores do que aqueles refinados embutidos em doces prontos, explica Sandra. Para fazer a molecada acatar a rotina e, em contrapartida, se alegrar com ela, nada melhor do que estar alerta para essas dicas da nutricionista.

1. Apresentação é tudo
Doces industrializados chamam a atenção pelo sabor, mas muito mais pelo colorido, o cheiro, a embalagem. Compre essa briga! Ao oferecer uma fruta, por que não cortar morangos e mexericas e fazê-los formar uma carinha ou um bichinho no prato? E se a banana amassada com mel fica com cara de meleca, ofereça em um pote especial, com colher diferente e, quem sabe, um guardanapo divertido a tiracolo.

2. Vale ter trabalho
É bacana descolar uma boa receita de pudim ou passar alguns minutos picando dezenas de itens para formar uma salada de frutas bonita. Abrir um bolo pronto sempre será mais fácil do que bater um bom bolo de cenouras frescas, mas assim a criança já cresce aprendendo a discernir entre o sabor real e o gosto da fábrica.

3. Muito além do açúcar
É dificílimo afastar 100% os pequenos do açúcar refinado. Mas até isso é questão de costume. Se desde cedo a criança aprende a apreciar sabores sem uma colherada de açúcar em cima, isso a fará ter menos necessidade dele. Portanto, não crie esse hábito ¿ e, quando for preciso, use e abuse do mel (tem calorias também, mas muito mais nutrientes) e tente apresentar sucos no lugar dos refrigerantes ultra-melados.

4. Doces novidades
Às vezes a molecada se apega na bala ou na bolacha recheada apenas por não conhecer alternativas. Um potinho de gelatina colorida, de sagu ou um belo suco de fruta diferente daquelas que a gente sempre vê no dia-a-dia ¿ como carambola ou caju ¿ podem virar festa.

5. Faça o convite
Quer ver a garotinha ou o menino se assanharem para o lado de um abacate? Convide-os para o preparo da sobremesa, pedindo ajuda para moer as frutas, amassar os biscoitos de aveia ou preparar o bolo. Eles vão ter mais vontade de comer aquilo que eles mesmos ajudaram a fazer.


Leia mais sobre: sobremesas para crianças

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.