Tamanho do texto

Assada, a fruta é uma entradinha perfeita. E há quem arrisque trocar o tomate por ela no molho do espaguete. Será que funciona?

Salada de goiabas assadas com açúcar e canela: entrada doce
Edu Cesar/Fotoarena
Salada de goiabas assadas com açúcar e canela: entrada doce

Até meados de abril, há goiabas vermelhas em abundância perfumando as fruteiras do Brasil inteiro. Tirar as sementes e processar a polpa da fruta no liquidificador ou na ponta do garfo resulta em creminho puro e cor-de-rosa (de goiaba, claro), nem muito nem pouco doce, perfeito quando espalhado sobre uma fatia de queijo branco -- leve e graciosa leitura da manjada união do queijo com a goiaba(da). Comidinha boa para começar o dia ou distrair a fome a qualquer tempo.

Se o leitor ou leitora é avesso à mistura de comidas de sal com sabores adocicados, pode pular as próximas linhas e atacar diretamente as receitas de goiabinhas, compotas e variações. Estão lá embaixo.

Pois numa tarde de verão bem preguiçosa, a reportagem do iG Comida entregou-se a um almoço tardio em uma unidade do Ráscal - rede paulistana de comida rápida, conhecida pela competência com que oferece, em variedade, bons pães, queijos, legumes, saladas, entradas frias, pratos quentes (massas, risotos, ossobuco, rabada), sobremesas ("aquela" torta de maçã) e pizzas.

Escapando da zona de conforto que direciona a fome para as combinações mais conhecidas, estivemos, naquele dia, diante de um improvável prato de goiabas assadas com açúcar e canela. Entrada fora do óbvio saboreada sem arrependimentos. Ficou ótima com folhas verdes, bolinhas de queijo de cabra e um pouco de azeite. É superfácil de fazer e duvidamos que os que vêm para o jantar já tenham provado.

VEJA A RECEITA DA SALADA DE GOIABA ASSADA COM MEL E CANELA

Quebramos a cabeça, também, para listar outras comidas com goiaba que não fossem sobremesa. Lembramos do pastel romeu e julieta que já fez parte do cardápio da rede Botequim Informal, no Rio, mas saiu de linha.

No ano passado, durante um evento de gastronomia da revista Prazeres da Mesa , em São Paulo, os chefs Ivan Bornes e Marcelo Nonohay, do Primo Pastifício , ensinaram o público de sua aula a fazer um molho vermelho para massa sem nenhum tomatinho. A base era goiaba. Goiaba no lugar do tomate.

A história, contaram, tinha a ver com uma viagem que Nonohay fez para Fernando de Noronha. "Ao chegar na ilha notamos que alguns alimentos estavam em falta, e que isso pode acontecer por lá devido ao regime de abastecimento proveniente do continente. Em um restaurante não havia cebolas, em outro não havia um certo tipo de queijo e assim por diante. Comemos uma pizza ótima, mas o molho de "tomate" tinha alguma coisa diferente, parecia goiaba. Isso fazia sentido, pois a pizzaria, na falta de tomate, seguramente teria que pensar em uma alternativa viável para o molho", conta. "Essa experiência ficou na memória até o momento em que fomos desafiados a pensar em uma forma de trazer para um prato tradicional da culinária italiana toques de brasilidade. Daí surgiu nosso espaguete fresco ao molho de goiaba". O prato é servido com almôndegas de carne seca, abóbora e queijo de coalho. Para tanto os chefs recomendam escolher goiabas bem maduras, de miolo bem vermelho. "Dá para fazer com ou sem a casca, fica a critério do cozinheiro", explicam. "Combina com toda massa fresca, seca, canelones, lasanha etc. e carne."

VEJA A RECEITA DO ESPAGUETE FRESCO AO MOLHO DE GOIABA

Se ainda não conseguir decidir o que fazer com a profusão de goiabas desta temporada, consulte as receitas abaixo, todas práticas, possíveis e gostosas.

Goiabada cascão passo a passo
Goiabinha (biscoitinhos recheados de goiabada)
Doce de goiaba em calda
Tapioca de queijo com goiabada
Musse de requeijão com goiaba
Pavê de goiabada
Cheesecake de queijo com goiabada (Romeu e Julieta)
Cubos de queijo cremoso cobertos de goiabada cascão e queijo de coalho frito

SIGA O IG COMIDA NO TWITTER E NO FACEBOOK

CONSULTE A TABELA DE PRODUTOS DA ESTAÇÃO

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.