Tamanho do texto

Eu e minha colega aqui do iG, Chris Bertelli, fomos animadíssimas na degustação de ostras no Restaurante Al Mare em Moema, localizado em São Paulo. Do famoso grupo de restaurantes Don Pepe di Napoli, o local tem um ambiente super agradável e aconchegante; adoramos logo na chegada

Acordo Ortográfico

Fomos recebidas pelo maitre. Em seguida, veio o querido chef da casa, Alan, e nos explicou como seria a degustação. Pedimos um vinho, mas nos recomendaram que bebêssemos só depois da degustação para não alterar o paladar.


No primeiro prato, a ostra foi servida em partes: coração (o miolo), carne branca e carne escura. Lá vamos nós! Degustamos primeiro o coração. O gosto é absurdamente forte, mas no primeiro gole de água, ufa, tudo some. Ah! Não posso esquecer de falar do pedacinho de morango em cada prato que dá um toque super charmoso e ajuda a limpar o paladar para o próximo passo.


A carne branca tem uma consistência bem macia, mas o gosto é forte demais e, mesmo bebendo água e comendo o morango, o gosto não sai tão fácil. A carne escura tem uma consistência mais fibrosa, o sabor é aguado, bem mais leve. Foi a parte mais fácil de saborear. Por fim, a ostra inteira do jeito que eu gosto, deliciosa, mas senti falta de um limãozinho.


A ostra defumada chegou numa apresentação linda, num pratinho com fumaça, super bonito. O gosto, porém, não tem nada de surpreendente. É ostra com gosto de fumaça, não é tão gostoso.

Depois vieram dois tipos de ostra (de oito e dois meses) com dois molhos: tamarindo e maracujá. Minha amiga Chris se apaixonou pelo molho de tamarindo.


Eu fui com mais calma, afinal a ostra defumada me deixou um pouco cismada. Provei uma com molho de tamarindo... Nossa! A mistura é incrível, uma combinação mais que perfeita de sabores. O molho de maracujá... bem, o molho de maracujá tem cebola e alho bem picadinho e, quando provei, não senti o gosto do maracujá, só da cebola e alho. Não achei muito gostoso.


Para finalizar, nos serviram um espaguete com ostras à provençal que estava maravilhoso. Nessa hora, chegou um vinho branco geladinho super refrescante que devo ter tomado umas três taças conversando com minha parceira de degustação. E, por fim, um tiramisu maravilhoso para fechar com chave de ouro.


Achei a experiência super interessante: degustar as partes das ostras, descobrir novos sabores com os diferentes molhos, mas não troco por nada desse mundo a ostra na concha com limão e uma cervejinha.


Leia mais sobre: ostras

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.