Tamanho do texto

Conheça os pratos típicos do país, curiosidades e um pouco de sua história culinária

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=comida%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237535056730&_c_=MiGComponente_C

Um país com mais de 8.400.000 km², 9198 km de litoral e um clima tropical propício para o cultivo de infinitas variedades de produtos só poderia ter uma gastronomia incrivelmente diversificada. Recheado de influências portuguesas, africanas, indígenas e indianas, essa culinária mestiça recebeu, adaptou e mesclou com os costumes locais toda essa diversidade. Azeite de oliva com azeite de dendê, especiarias com purê de mandioca, arroz com um bom fubá.

Com um arsenal incrível de variedades de hortaliças, carnes e verduras, acrescidas das influências estrangeiras, o país tem combinações típicas muito saborosas. Mesclando produtos nacionais com técnicas vindas de fora, a cozinha do brasileiro é um verdadeiro banquete. O nordeste apresenta forte influência dos escravos, com seus acarajés (bolinho feito com massa de feijão fradinho) e vatapás (prato à base de camarão, peixes, amendoim, leite de coco, coentro, tomate e azeite de dendê) carregados de pimenta.

O Norte é recheado de tradições indígenas, usando a mandioca e peixes de água doce como base para a maioria dos pratos. O tacacá é derivado de um tipo de sopa indígena conhecida por mani poi. Servido em cuias, o tacacá leva inúmeros ingredientes encontrados na região amazônica, como o jambu e o tucupi (líquido extraído da raiz da mandioca).

O feijão tropeiro , comida caipira dos tempos coloniais, é prato marcante no sudeste do país. A mistura de feijão com torresmo, linguiça, farinha de mandioca, ovos e alho era preparada pelos próprios tropeiros em suas incursões até hoje figura entre restaurantes e casa dos brasileiros.

No sul do país há forte influência italiana, alemã e da própria região dos Pampas. Pratos com marreco, polenta ou um simples churrasco convivem e se misturam em receitas únicas.

Até a clássica feijoada foi inspirada em criações europeias. Em Portugal, misturavam feijões de vários tipos com orelhas, pés de porco e linguiças. Na França já existia o cassoulet francês, também à base de feijão.

O famoso arroz-com-feijão também foi fruto da união de culturas distintas. O arroz foi trazido pelos portugueses e encontrou parceria perfeita com o cumandá, o feijão dos tupinambás. Confira abaixo algumas receitas típicas

Acarajé acompanhado de vatapá, caruru, camarão seco defumado e vinagrete de tomates verdes
Chef Ana Luiza Trajano - do restaurante Brasil a Gosto

Massa do acarajé
1Kg de feijão fradinho
3L de água
300g de cebola
10g de sal refinado
5g de mix de pimenta

Modo de preparo
Coloque o feijão de molho na água por 2 horas. Deixe escorrer e jogue a água a água fora.  Junte todos os ingredientes e bata em uma processador até obter uma massa uniforme. Peneire retirando a pele. Depois basta fazer as bolinhas e fritas em azeite de dendê a 180º C.

Rendimento: 20 unidades

Vatapá
100g de amendoim
100g de castanha de caju
200g de camarão sexo dessalgado
100g de feijão fradinho
200ml de azeite de dendê
400g de pão de forma sem casca
100g de tomate sem pele e sem semente
200g de cebola picada
200ml de leite de coco
150 ml de caldo de legumes
30g de gengibre ralado
10g de alho
100ml de suco de limão
10g de sal refinado
3g de pimenta dedo-de-moça sem semente
3g de coentro

Modo de preparo
Em um recipiente, coloque o pão de forma e embeba-o com o leite até ser totalmente absorvido. Coloque em uma panela, leve ao fogo e deixe cozinhar. Junte todos os ingredientes e bata no liquidificador com o caldo de legumes. Acrescente à mistura que deverá estar no fogo e deixe cozinhar até  não ter mais gosto de cru.

Rendimento: 1 Kg

Caruru
500g de quiabo
100g de camarão seco dessalgado
50g de cebola picada
50ml de caldo de legumes
50ml de leite de coco
20ml de óleo de dendê
30g de amendoim sem pele
30g de castanha de caju
5  de alho picado
5g de sal refinado
5g de mix de pimentas
2g de pimenta dedo-de-moça sem semente

Modo de preparo
Em uma panela coloque o azeite de dendê, acrescente a cebola e o alho e deixe dourar. Adicione o quiabo, o caldo de legumes e cozinhe o quiabo até ficar macio. Para finalizar, acrescente os demais ingredientes, deixando cozinhar mais um pouco. Bata tudo no liquidificador até obter uma mistura homogênea.

Rendimento: 1 kg

Vinagrete de tomate verde
500g de tomate verde picado sem pele e sem semente
200g de cebola burbinho picada
100ml de azeite
10ml de suco de limão rosa
20g de cebolinha verde picada
5g de coentro picado
5g de sal refinado
2g de mix de pimentas
2g de salsinha picada

Modo de preparo

Misture todos os ingredientes.

Rendimento: 800 g

Finalização do prato
1 acarajé
50g de camarão seco salgado
40g de vatapá
40g de caruru
50g de vinagrete de tomate verde
20g de molho de pimentas
5g de salsinha para decoração

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.