Tamanho do texto

Alessandra Blanco falou sobre jornalismo gastronômico e serviu bolinho de queijo no evento Casa Boa Mesa. Veja a receita

Bolinho de queijo: crocante por fora e puxa-puxa por dentro
Bruno Zanardo/Fotoarena
Bolinho de queijo: crocante por fora e puxa-puxa por dentro
Foi uma aula com prato e prosa. Alessandra Blanco, editora executiva do iG e autora do blog Comidinhas , comandou nesta segunda o encontro Conversa e Comida de Blogueiro , no evento Casa Boa Mesa, no Jockey Club de São Paulo. Enquanto biscoitinhos de queijo assavam no forno, Alessandra revelou ao público aspectos históricos do jornalismo gastronômico desde seus primórdios. A começar por Grimond de La Reynière, considerado o pai da crítica gastronômica, e Brillat-Savarin, autor de Fisiologia do Gosto , um clássico entre os livros de gastronomia e que a revelou como uma ciência social. “Podemos traduzir uma época e uma cultura pelo que as pessoas comem”, disse Alessandra.

Segundo ela, há alguns anos a regra era que os críticos ficassem no anonimato. “Em tempos de internet, todos querem ser críticos e é praticamente impossível não ser reconhecido”, afirmou. No entanto, deu o recado: não é tão simples avaliar o desempenho de um restaurante. Dados da empresa Technorati indicam que há pelo menos 8300 blogs de gastronomia disponíveis na internet. “Não somos os donos da razão, trabalhamos de acordo com a nossa experiência”, afirmou Alessandra, que trouxe informações curiosas extraídas do site Wikihow, com orientações para quem se interessa pelo assunto:

- precisa escrever bem;
- saber como funciona um restaurante para identificar possíveis falhas;
- testar os limites do paladar e estar disposto a comer de tudo, independente de preferências pessoais;
- viajar;
- saber cozinhar pode ser um diferencial na hora de avaliar técnicas e sabores;
- visitar mercados e feiras;
- observar o trabalho de outros críticos e dos chefs de cozinha.

Ale Blanco:
Bruno Zanardo/Fotoarena
Ale Blanco: "Não somos os donos da razão, trabalhamos de acordo com a nossa experiência"
A história do bolinho

Chegou a hora da degustação dos bolinhos de queijo. Alessandra contou que aprendeu a prepará-los quando ainda era criança, aos 11 anos. “A receita era da minha vizinha, Dona Maria, que costumava fazer os bolinhos para os netos. Ela me ensinou, mas os meus nunca ficaram iguais aos dela”, lamentou.

O público que assistia à palestra, entretanto, aprovou o quitute. Alguns disseram que ele lembrava um pão de queijo, outros destacaram sua consistência – crocante por fora e puxa-puxa por dentro. Alessandra acredita que o fato de seu biscoito ficar diferente tem a ver não apenas com o calor humano das mãos da dona Maria. Mas também à sua memória, como se o sabor desse quitute estivesse temperado com aquelas recordações da infância. “Por isso escolhi esse bolinho para a degustação. Essa liberdade de interpretação é talvez o que torna o trabalho do jornalista gastronômico um pouco mais divertido do que o da maioria dos companheiros de profissão”, completou.

Biscoito de queijo
Rendimento:
20 a 25 biscoitos

Ingredientes
1 pacote de polvilho doce
240g de queijo parmesão
60ml de óleo
3 ovos
1 pitada de sal
Leite (quando baste)

Modo de preparo
Aqueça o óleo. Coloque o polvilho em uma tigela e escalde-o com o óleo bem quente e mexa o polvilho no óleo, cuidado para não queimar a mão. Deixe a mistura esfriar e só depois junte o queijo, os ovos e o sal. Amasse com um pouco de leite até ganhar consistência. Faça tiras e enrole como biscoito, cruze nas pontas. Leve ao forno a 180ºC, por cerca de 30 minutos.

Dicas da Ale Blanco :
- experimente trocar o óleo por azeite. A receita fica mais saborosa.
- se não conseguir amassar na tigela, ponha numa bancada e amasse como se estivesse sovando pão.

Casa Cor - Boa Mesa
Quando:
até 30 de novembro
Horário: segunda a sábado e feriado, 12h às 21h30; domingo, 12h às 20h
Onde: Jockey Club de São Paulo. Av. Lineu de Paula Machado, 1075, São Paulo
Ingresso: R$ 30,00 / Meia entrada: R$15,00. Passaporte para todos os dias de evento: R$ 50,00

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.