Tamanho do texto

Quer comer bem, saudavelmente e, de quebra, não ingerir muitas calorias? Aprenda a transformar uma salada em um prato principal, colocando nela todos os nutrientes de uma refeição

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=comida%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237535034474&_c_=MiGComponente_C

Confira as dicas da nutricionista Aline Marigo, do Espaço Viver Casa & Gourmet, de como preparar uma salada que vale como prato principal.
Para a salada estar completa, ela precisa ter todos os elementos da pirâmide alimentar : carboidrato, reguladores (verduras, frutas e legumes), proteínas e gordura.

Opte pela variedade de verduras ! Assim, sua salada fica enriquecida com vitaminas, minerais e fibras. As verduras escuras como o agrião e acelga são ricas em ferro. A alface , além de poucas calorias, ajuda a controlar as taxas de açúcar no sangue por sua alta quantidade de fibras. A couve possui muitas propriedades medicinais, como prevenir o câncer e restabelecer as necessidades minerais do nosso corpo.

No quesito proteína , prefira sempre carnes grelhadas. A carne de aves, como a de frango, é uma boa fonte de proteínas, ferro e fósforo, contém pouca gordura e é de fácil digestão. A carne vermelha é o alimento que mais contém ferro; é rica também em vitamina B e outros minerais, como zinco, sódio e potássio. Mas cuidado com o excesso de gordura! Dê preferência aos cortes magros, como patinho, peixinho e coxão mole.

Para dar mais sabor à sua salada, use a criatividade com os carboidratos ! Os croutons, pequenos cubinhos de pão torrado, muitas vezes temperado com ervas ou alho, acrescentam crocância na salada e enriquecem o prato. Pode ser substituído também por aquele pão de ontem esquecido no armário. Pique em pequenos pedaços e deixe em forno médio até ficar dourado.

Quer dar um colorido extra no seu prato? As frutas dão um sabor especial e ainda tornam a sua salada mais saudável. Além de famosa por sua vitamina C, a laranja possui ainda betacaroteno, folato e potássio. A maçã tem poucas calorias e muitas fibras solúveis, que contribuem na redução do colesterol. A manga também é uma boa opção, por ser rica em fibras e ter poucas calorias.

Cuidado na escolha do molho! Aqueles tentadores molhos prontos muitas vezes contém calorias demais. Prefira os caseiros, como a mistura de um pouco de sal, limão e azeite de oliva, que é considerado o óleo do bem. Faz bem ao coração e é de fácil digestão. A gordura, apesar de vilã em todas as dietas, em pequenas quantidades faz bem para a saúde.

Use a criatividade para tornar a sua salada um prato principal completo, saudável e o melhor de tudo: irresistível!


Leia mais sobre: saladas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.