Tamanho do texto

Em São Paulo, aulas para preparar bebidas clássicas, como o dry martini

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=comida%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237535100015&_c_=MiGComponente_C

A programação do Casa Boa Mesa ¿ evento que até o dia 6 de dezembro reúne gastronomia, decoração e arquitetura, no Jockey Club de São Paulo ¿ oferece aulas, oficinas e degustações com alguns chefs e especialistas.

Com duração de até duas horas, as palestras, se forem bem conduzidas, ajudam a aprender alguns truques. Da agenda desta semana, o iG Gourmet pinçou atrações voltadas para bebidas de modo geral - da preparação de drinques até uma improvável degustação de água.


15/11
O clássico dry martini
Kascão, Shake Bar
19h-21h

O dry martini é um drinque emblemático para todo barman. A bebida preferida de James Bond.


A receita clássica é com vermouth, gim e muito gelo. O drinque, aliás, deve ser preparado com gelo mais seco, e não aguado. Para elaborar, deve-se mexer e não bater na coqueteleira ¿ diferença fundamental no resultado. A taça clássica é gelada antes de receber a bebida.


20/11
Drinques com espumantes
Alexandre DAgostinho
19h-21h

O vinho espumante é incorporado a outros ingredientes e bebidas como cointreau e rum, creme de coco, limão etc.

19/11
Harmonização de cachaça
Mario Lo Sardo
19h-21h

O especialista explica como harmonizar cachaças especiais a aperitivos clássicos dos bares como caldinho de feijão e arancini, bolinho frito à base de risoto tipicamente italiano e com cogumelos.


21/11
Clássicos da coquetelaria
Derivan, Esch Café
20h-21h

O celebrado barman ensina a preparar manhattan, mojito, uísque sour e margarita.


Derivan e amigos de coquetelaria ¿ como Kaskão, seu discípulo ¿ fundaram a confraria Shaker Club. No domingo (22), todos eles oferecerão uma festa no espaço Cozinha do Chef e Lounge, no Casa Boa Mesa, a partir das 18h, com música ao vivo.


06/12
Degustação de água
Henry Schneider
20h-21h

O consultor e engenheiro agrônomo Henry Schneider, professor docente do Senac (RJ) e do curso de pós-graduação em vinhos e cultura da Universidade Candido Mendes, no Rio de Janeiro, conduz a degustação de água. O objetivo é ajudar a identificar as diferenças entre as bebidas


A aula abordará todos esses pontos e terá águas importadas de fontes naturais ¿ com e sem gás. Existe a água certa para  as harmonizações com vinhos ¿ para tintos mais encorpados, por exemplo, recomenda-se a  gasosa; para os brancos leves, sem gás. Os inscritos nas aulas garantem sua vaga com antecedência.

Leia mais sobre: Casa Boa Mesa

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.