Tamanho do texto

O drinque clássico que faz sucesso em happy hours é bom para abrir o apetite e curar ressaca. Aprenda a preparar em casa

Bloody Mary do bar Astor: um toque sofisticado com flor de sal e vinho Jerez
Divulgação
Bloody Mary do bar Astor: um toque sofisticado com flor de sal e vinho Jerez
Clássico dos clássicos o Bloody Mary (em português, Maria Sangrenta) é um dos drinques mais famosos da história. O nome dramático, relacionado a diversas lendas, bem poderia ser uma alusão ao tempero marcante ou à cor vermelho vivo. Salgado e apimentado, o coquetel não agrada a todos, mas tem uma legião de admiradores mundo afora.

Cada tipo de pessoa tem um coquetel preferido. Qual é o seu? Quem é você?

Conta-se que o drinque foi criado pelo francês Fernand Petiot. Ele comandava o balcão do parisiense Harry’s New York Bar , na França, nos anos de 1920, e teria inventado a mistura de vodca com suco de tomate, molho inglês e pimenta a pedidos. Os clientes americanos, em épocas de Lei Seca, procuravam uma bebida de aparência e teor alcoólico mascarados e o Bloody Mary foi a saída perfeita para confundir autoridades. O nome veio depois, em 1934, no bar novaiorquino do Hotel St. Regis Sheraton, nos Estados Unidos. Ambas as casas continuam de pé e a receita, evidentemente, permanece em destaque em suas cartas.

Curta a página do iG Comida no Facebook

O segredo do sucesso está no equilíbrio da mistura. “O suco de tomate e o gelo neutralizam o tempero sem tirar a personalidade do drinque", afirma Kascão Oliveira, barman do paulistano Anexo SB. "O Bloody Mary, como a caipirinha, tem a fórmula perfeita." Segundo ele, a clássica combinação agrada homens e mulheres de todas as idades. “E é ótima pedida para começar a refeição, abrir o apetite.”

Mas os atributos do coquetel não param por aí. “Drinques salgados são ótimos para ressaca”, afirma Pereira, do Astor, com endereços em São Paulo e no Rio de Janeiro. A receita do barman tem um toque mais sofisticado e foge um pouco da tradicional. “Tempero com flor de sal e um pouco de (vinho) Jerez”, diz. Sua dica para quem bebeu demais na véspera é abrir os trabalhos com ele. “Depois, pode tomar o que quiser.”

Prepare o Bloody Mary perfeito:

- Escolha sucos de tomate consistentes, evite os mais ralos.
- Confira se não há espuma sobre o suco. Pode ser sinal de que a bebida está estragada.
- Nunca bata o suco de tomate na coqueteleira, isso pode deixá-lo com consistência grossa e espuma. Prepare o Bloody Mary direto no copo.
- Sal de aipo dá um toque especial ao drinque e não é difícil de encontrar em supermercados.
- A proporção é importante: uma dose de vodca para duas de suco de tomate.
- Passe limão na borda do copo e esfregue-a em um pires com sal de aipo.
- Sirva com um palito de cenoura ou salsão. Além de decorar, ajuda a misturar a bebida.

Siga o iG Comida no Twitter

Bloody Mary clássica: a fórmula perfeita
Divulgação
Bloody Mary clássica: a fórmula perfeita
Bloody Mary clássica
Receita do barman Kascão Oliveira, do bar Anexo SB, em São Paulo

Ingredientes
10ml de molho inglês
15ml de suco de limão
6 gotas de molho de pimenta (tipo tabasco)
50ml de vodca (1 dose)
100ml de suco de tomate
Sal de aipo a gosto
Uma pitada de pimenta-do-reino
Um ramo de salsão ou um pedaço de cenoura para decorar

Modo de preparo
Em um copo longo e com gelo, coloque os temperos e a vodca. Mexa bem com uma bailarina (aquela colher de cabo longo) para que os sabores se misturem. Em seguida, coloque o suco de tomate e continue mexendo.

Coloque uma pitada de pimenta-do-reino e finalize com um ramo de salsão e um pedaço de cenoura.


Bloody Mary do Astor

Receita do barman Pereira, do bar Astor, com endereços em São Paulo e no Rio de Janeiro

Ingredientes
5ml de vinho Jerez
10ml de suco de limão siciliano
Flor de sal a gosto
2 gotas de molho de pimenta tipo tabasco
5 gotas de molho inglês
1 pitada de sal com aipo
1 pitada de pimenta-do-reino
120ml de suco de tomate
50ml de vodca

Modo de preparo
Em uma coqueteleira, coloque o suco de tomate, os temperos, o vinho e a vodca e misture (sempre mexendo, nunca batendo). Em um copo longo, bata os cubos de gelo com o sal de aipo e verta a mistura.

Finalize com um talo de aipo, um gomo de limão siciliano e um gomo de limão tahiti.

Serviço
Anexo SB

Rua Leopoldo Couto de Magalhães, 440, Itaim, São Paulo, SP, tel: (11) 3079 4389; www.botecosaobento.com.br

Astor
Rua Delfina, 163, Vila Madalena, São Paulo, SP, tel: (11) 3815-1364; www.barastor.com.br










    Leia tudo sobre: receitas
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas