Tamanho do texto

A filosofia de produção de vinhos é completamente distinta entre uma vinícola e outra. Vale à pena ter opções de escolha e deixar o preconceito de lado para conhecer os biodinâmicos

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=comida%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237535049796&_c_=MiGComponente_C

A palavra soa como algo futurista, quiçá, uma invenção tecnológica pós-moderna, mas na verdade a biodinâmica é um processo antigo, passado de geração em geração, através do qual o homem se baseia nos ciclos naturais do planeta para cultivar suas uvas.


Aqui o respeito pelos aspectos físicos é total, seguindo o seu ritmo e utilizado técnicas holísticas, os biodinamistas não pulverizam pesticidas químicos em seus vinhedos e sim, fazem o controle de pragas através de ervas, minerais e outros elementos da natureza. Seguem as fases da Lua, aram a terra com a ajuda de animais, respeitam os 4 elementos (terra, água, fogo e ar), tal como as características do terroir¹ e sua expressão.


Assim,o vinho é resultado do que a natureza foi ou fez em determinada safra, contando com a menor intervenção possível da mão humana.

Nicholas Joly da vinícola Coulée-de-Serrant é o mais conhecido defensor desta técnica de viticultura e ressalta: Eu não quero um bom vinho, mas sim, um vinho verdadeiro

Eles são diferentes não só na aparência, como também na estrutura e merecem muita atenção. Prove e tente decifrá-los, pode ser que você adote esta ideia.

¹ - palavra em francês usada para designar terreno e tudo que o envolve (geologia, climatologia, geografia, etc)

DICAS: Le Canon du Maréchal Syrah Merlot 2006 ¿ França; Côtes du Rhône Belleruche 2006 (M. Chapoutier) ¿ França e Tabaren Barbera DAsti DOC.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.